Ir para conteúdo
Noticias
  • Bem vindo ao Clan GSM, esperamos que tenha gostado do novo visual.

Seja bem vindo ao Clan GSM visitante

O fórum Clan GSM é o maior fórum de suporte dedicado e totalmente exclusivo para técnicos em manutenção e reparação de Celulares. Para visualizar, baixar e navegar por todo o fórum é necessário um cadastro, no qual precisa ser aprovado por nossos Moderadores, preencha sempre todos os campos solicitados com máxima atenção, só serão aceitos registros de membros que nos comprove ser realmente técnico, seja iniciante ou avançado, protegemos ao máximo nossas informações e soluções, tudo no Clan GSM é gratuito, para técnicos.

Clan SOFT - SERVIDOR DE DOWNLOADS PARA TÉCNICOS!

É técnico? Então você precisa estar atualizado com um serviço de downloads exclusivo e profissional. O Clan SOFT é essencial para técnicos que não tem tempo para ficar procurando firmwares, softwares e procedimentos pela internet, como você.

https://www.clansoft.net/

 

Paulo de Deus

Moderador
  • Total de itens

    1.305
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    38

Tudo que Paulo de Deus postou

  1. Tomara que não seja tão resistente mesmo, se não diminui um dos maiores serviços que fazemos: trocar telas kkkkkkkkk
  2. moto g4 plus xt 1640 problema ao carregar

    Entendo amigo, mas infelizmente as regras da casa são bem claras e o fórum é exclusivo para técnicos em telefonia móvel. Aconselhamos a levar seu aparelho em outra assistência.
  3. MOTO G4 NÃO SOBE CARGA

    Boa tarde, você é técnico da área? Lembramos que o Clan GSM é um fórum para técnicos que trabalham com telefonia móvel
  4. moto g4 plus xt 1640 problema ao carregar

    Boa tarde, amigo você é técnico da área ou está procurando uma ajuda para consertar seu aparelho?
  5. Li esse artigo e achei interessante, isso é bom para termos mais conhecimento, mesmo técnico de itens da nossa área. Espero que gostem e seja útil. A palavra “processador” é bastante ampla, uma vez que é utilizada para denominar inúmeros componentes utilizados em aparelhos eletrônicos. Há dispositivos que são projetados para o processamento geral, enquanto outros são adequados para trabalhar com imagens ou áudio. Todavia, quando falamos apenas em processador, geralmente estamos nos referindo à CPU, a tal unidade central de processamento. Nos computadores, esses itens são fabricados pela Intel ou AMD; já nos smartphones, as marcas conhecidas são Qualcomm, MediaTek e Samsung. É importante notar que apesar de desempenhar funcionalidade similar, os processadores de computadores e celulares são muito diferentes em tamanho, capacidade, arquitetura e operação. Os modelos voltados para notebooks e desktops são conhecidos pelas instruções x86 e aqueles usados em telefones móveis usam a tecnologia ARM. Afinal, o que muda tanto entre esses modelos? Por que não temos chips x86 nos smartphones e componentes ARM nos PCs? O que os processadores ARM ainda não conseguem fazer? Hoje, vamos responder essas e outras questões para você entender porque as fabricantes simplesmente não migram para outros segmentos, de que forma “menos pode ser mais” e por que essas duas tecnologias devem continuar coexistindo. A complexidade do CISC Os processadores x86 são baseados na arquitetura CISC (Complex Instrucion Set Computers), que, como a própria sigla sugere, é voltada para instruções complexas. O termo “complexo” aqui serve tanto para designar a parte de trabalho do componente quanto a própria disposição dos elementos e a forma como tudo funciona ali dentro. O hardware de um chip como o Intel Core i7 ou o AMD Ryzen 7 é composto por diversos itens: núcleos, controlador de memória, interface de entrada e saída, memória cache e outros. Basicamente, no entanto, pensando num esquema ilustrativo simplificado, conforme proposto pela Universidade de Stanford, uma CPU pode ser separada em memória, registros e unidade de execução. A memória contém os dados básicos, que, através de uma instrução, serão carregados de forma temporária no registro e computados na unidade de execução. O grande detalhe deste tipo de processador é que o software não precisa detalhar instruções de forma separada e a unidade de execução pode realizar múltiplos processos com uma única instrução. Assim, pensando no exemplo de cálculos matemáticos, um processador CISC pode realizar várias contas através de uma única linha de comando e dar um retorno imediato. Pensando num sentido amplo, a arquitetura CISC permite realizar tarefas complexas sem que o programa tenha de se desdobrar em inúmeras partes, isso garante um menor consumo de memória RAM para armazenamento das funções. Vale notar que a arquitetura diretamente do hardware nesses chips já é voltada para esta alta complexidade. É importante notar que boa parte do trabalho pesado aqui é feita diretamente no hardware, que pode trabalhar com diferentes configurações de clock, usar códigos menores (o que beneficia os desenvolvedores) e operar com ciclos maiores por cada segundo. A simplicidade do RISC Os processadores ARM, por outro lado, são baseados na arquitetura RISC (Reduced Instruction Set Computer), que, conforme você pode imaginar, opta pela simplicidade. O hardware destes componentes também é bastante complexo e um olhar mais amplo pode até confundir os usuários menos atentos, pois há muitos itens similares aos dos chips x86. Os processadores mais avançados, como os que são baseados na arquitetura Cortex-A75, trazem núcleos equipados com memória cache de diferentes níveis (com capacidades próximas às que temos em processadores x86), unidade de ponto flutuante, controlador de periféricos e outros dispositivos que garantem operações robustas em sistemas completos. Novamente, baseado num esquema mais simples — com memória, registro e unidade de execução —, a forma de operação é um pouco diferente. A memória ainda contém os dados básicos que serão carregados no registro e computados na unidade de execução, porém, em vez de usar uma punica instrução, uma CPU RISC precisa de várias instruções. Ao contrário da CISC, a RISC requisita muitos comandos vindo do software, cada qual detalhando uma operação. Apesar de parecer ineficiente, isso permite que cada tarefa seja executada mais rápida, já que são instruções mais simples. Pensando num mesmo cálculo para as duas unidades, uma RISC poderia dar um retorno quase que no mesmo tempo de uma CISC, com a diferença de que apenas necessitaria mais linhas de comando. Outra vantagem é que a CISC mantém as instruções no registro, as quais podem ser usadas posteriormente em outras tarefas, então isso pode gerar alguma economia de energia e processamento. A desvantagem é que o programa precisa ser separado em várias partes para dar o mesmo resultado, o que gera um maior consumo de memória RAM. O hardware um pouco mais simples aqui deve ser compensado pelo software, que precisa ter mais sofisticação. Assim, ao contrário da CISC, boa parte do trabalho é adiantada pelas linhas de código no software. Além disso, estas CPUs geralmente são programadas para trabalhar com configurações únicas de clock, usam códigos maiores e operam com menores ciclos por segundo. Funções bastante distintas É preciso entender que assim como existem veículos com funcionamentos distintos para atividades específicas. Não faz sentido usar um avião para se deslocar diariamente por 10 ou 20 quilômetros, assim como não é lógico apostar num carro como meio de locomoção para ir do Brasil até a Europa. Da mesma forma, há processadores com arquiteturas diferentes voltados para funções únicas. É claro que um processador Intel Core pode realizar as atividades básicas de um celular, mas o gasto de energia, as altas temperaturas e também o espaço necessário para instalar este componente num smartphone inviabiliza esse tipo de aplicação. Por outro lado, usar um Snapdragon 810 num PC também não faria sentido. Em teoria, com as devidas adaptações de código, ele até poderia renderizar um vídeo no Adobe Premiere, porém levaria uma eternidade para finalizar a tarefa. Durante todo o processo, este componente iria usar pouca energia e não aqueceria quase nada, mas não seria uma aplicação inteligente. Basicamente, um processador ARM é programado para atividades focadas em tarefas simples e que necessitem de um resultado imediato. Controlar um player de música, fazer cálculos na calculadora, gerenciar os alarmes, cuidar de um sistema leve ou executar alguns poucos apps em paralelo pode ser moleza para um processador RISC. Além disso, essa questão da energia e temperatura são importantíssimas num celular, que precisa ter bateria para durar o dia todo e se manter frio para evitar danos ao usuário. Dessa forma, as fabricantes mantêm tais componentes pequenos, eficientes, focados e adicionam novidades que possam incrementar a experiência no mundo mobile. Agora, quando tratamos de um processador x86, estamos falando de atividades bem mais complexas, mas que ainda necessitem de resultados imediatos (ou que demorem um mínimo de tempo possível, mesmo que com alto custo de energia). No caso dos processadores CISC, estamos pensando em um uso muito mais intenso. Aqui, o usuário pode usar um navegador similar ao do celular, mas este processador estará pronto para processar 30 abas simultaneamente se for necessário, com um layout maior, com divisão de tela, com gerenciamento de janelas, enquanto realiza sincronização de múltiplos apps em segundo plano e dá conta de processar jogos e apps muito mais pesados. É claro que o consumo e a temperatura vão para as alturas, mas é bom pensar que estamos tratando de máquinas bem maiores, como laptops (que trazem baterias de alta capacidade) e desktops que são conectados diretamente à tomada. Não é por acaso que agora temos processadores com mais de dez núcleos, grandes, ainda eficientes (dentro dessa proposta), robustos para executar milhares de threads e cada vez mais poderosos. Então, um x86 jamais poderá substituir um ARM e um ARM nunca estará apto para um computador? Bom, a verdade é que a Intel até já tentou emplacar processadores x86 no mundo mobile (como é o caso do Intel Atom z3580, que foi instalado no Zenfone 2), bem como já ouvimos planos de ARM para computadores. O Android até tem uma versão para x86, sendo um sistema que pode ser perfeitamente escalado para laptops (o próprio Chromebook usa processadores ARM e entrega uma experiência bem completa e similar à do Windows). Todavia, são coisas que não pegam com facilidade e dificilmente vão virar regra em mercados já estabelecidos. Em teoria, com as devidas adaptações de software, qualquer um desses processadores pode substituir o outro nas principais tarefas, mas isso nem sempre compensa. Assim, em teoria, um ARM pode fazer o mesmo que um x86, mas, num comparativo, ele nunca terá o mesmo desempenho. A comparação até nem faz sentido, pois estamos tratando de carros populares e Ferraris, são coisas muito distintas.
  6. Sony D2212 não inicia

    estou com esse aparelho que não estava ligando, carreguei a bateria na fonte e ele ligou mas travado no sony, tentei restaurar pelo sony pc companiom mas não reconhece o aparelho. alguém teria alguma dica do que posso fazer
  7. Cabo De Dados De Boa Qualidade

    Para Motorola não conheço cabo que força modo fastboot, para Samsung tem o jig, que é um adaptador que vc mesmo pode fazer usando um conector micro USB é uma resistência de 300k é só plugar no aparelho que ele entra em modo download sem precisar apertar botão nenhum. Segue tutorial para montar o seu:
  8. Cabo De Dados De Boa Qualidade

    Bom dia, além das dicas passadas pelos amigos gostaria de sugerir esse cabo para você: Cabo Rextor Optimus ou P999, é um cabo geralmente usado com a Box Octoplus, mas que pode ser usado sem ela sem problemas. Este cabo foi construído com interruptor de resistência (0K / 56K / 130K / 910K) que permite a você realizar todas as operações de serviço com os telefones da LG, no qual apenas selecionando a resistência correta coloca o aparelho em modo download automaticamente, tornando muito mais fácil efetuar o serviço Se for usar em outra marca deixa selecionado a opção USB e poderá fazer o serviço com toda qualidade de um ótimo cabo desenvolvido especificamente para fazer software.
  9. [Resolvido] Jumper Botão Power SGH S7562L

    Obrigado pelo retorno, e pela ajuda dos amigos. Tópico será marcado como Resolvido
  10. moto g 3 caiu e nao da sinal

    Boa noite, já verificou Black List?
  11. Obrigado pelo Retorno, não esqueça de marcar (Gostei ou Obrigado) se as dicas lhe ajudaram. Tópico será marcado como resolvido
  12. positivo S455 - não liga

    Boa noite amigos, por favor leiam as regras do fórum: 10 .i) Não postar em tópicos sem resposta do autor a mais de 30 dias
  13. esquema eletrico xt1640

    Boa noite, o local correto para sua solicitação é aqui: Guia de Solicitação de Manuais para Motorola Tópico encerrado
  14. [Resolvido] [Resolvido] Troca lente de vidro - Moto X2

    Isso mesmo, eu particularmente nem faço serviço com peças de clientes, eles compram a mais barata no mercado livre e depois a gente se incomoda com garantia ou qualidade, então só faço com peças minha. Obrigado pelo retorno, não esquece de curtir se as dicas lhe ajudaram. Tópico será marcado como Resolvido
  15. [Resolvido] [Resolvido] Troca lente de vidro - Moto X2

    Boa tarde, esse serviço pra não ser problema precisa da maquina separadora e bastante pratica, como você está começando lhe aconselho a passar o risco de trocar o display completo para o cliente, para que caso venha a quebrar ele assuma a troca do novo, visto o risco ser muito grande, caso ele não aceite, lhe aconselho a não fazer o serviço, tem grande chance de lhe dar prejuízo.
  16. Bom dia, já tive esse problema com o Z3, o problema se dá porque esse modelo força o display para fora, então se não firmar bem o display no lugar correto até a cola secar por completo ele vai descolar ou ficar com frestas. Eu uso a B-7000 também mas faço o seguinte nesse modelo em especifico eu passo a cola em todo o aro onde vai colar o display e coloco ele numa mesa plana com o display virado para baixo e coloco algum peso em cima pra forçar o display no lugar correto, deixo assim dum dia para outro. Depois que comecei fazer assim nunca mais votou. Para os demais aparelhos uso presilhas para segurar o touch no lugar, ótima indicação do grande amigo @Guilherme Alcântara como essas:
  17. moto g2 xt1069 não chega 5v na bateria

    Bom dia, peço licença ao amigo Anderson, verifique se o conector novo não está com problemas, talvez tente com outro
  18. moto g4 touch não atua no carregador

    Bom dia, passe mais informações por favor sobre o problema e quais procedimentos já tentou
  19. moto g4 conta google

    Bom dia, como informado no aviso, não daremos continuidade a post's referentes a esse patch novo até encontrarmos uma solução. Esse tópico será encerrado.
  20. [Resolvido] iPhone 4S do nada para de reconhecer o SIM chip

    A pedido do autor, o outro tópico será excluído
  21. Gran Prime G531H não liga

    Veja esse:
  22. Gran Prime G531H não liga

    Boa tarde, dê uma olhada nesse material do grande amigo @Andre Bordonalli que vai lhe ajudar:
  23. manual tecnico LG p714

    Conselho de amigo, a assinatura vale cada centavo, não deixe de fazer quando puder, e a casa não lucra com as assinaturas são apenas para ajudar a cobrir os custos com o fórum. Por hora seria o único manual que tenho, se encontrar em algum outro local repasso na área de manuais. Tópico encerrado
  24. manual tecnico LG p714

    É uma pena que pensa assim amigo, técnicos de verdade não consideram a assinatura do Clan Soft como despesa mas sim como investimento, visto em apenas um serviço você consegue tirar o valor da assinatura de um ano. Em nenhum momento dissemos que os arquivos daqui precisam ser pagos, tanto que estão disponíveis na área aberta, o que vc precisa não está mais disponível visto ser antigo, apenas enviei um ativo para lhe ajudar. Mas você que decide. Tenha um bom trabalho
×