Entre para seguir isso  
Wellington Maciel™

Vivo adota novo modelo de cobrança de internet móvel no RS e em MG

Posts Recomendados

A partir do dia 6 de novembro, os usuários do plano pré-pago da Vivo nos estados do Rio Grande do Sul e Minas Gerais vão experimentar uma nova forma de cobrança da internet. Trata-se do pagamento de pacote adicional assim que sua franquia terminar. A informação sobre a mudança na forma de cobrança foi adiantada na edição de "O Globo" desta segunda (20).
 
Atualmente, quando o usuário atinge a franquia contratada, ele passa a receber o sinal de internet com a velocidade reduzida. Com a medida, para continuar com acesso à internet, o cliente terá que adquirir um pacote adicional ou ficará sem sinal.
 
Os usuários receberão um SMS quando consumo atingir 80% e outro quando atingir 100% do pacote. O pacote adicional de 50 MB custa R$ 2,99 e tem validade de 7 dias.
 
A Vivo diz que a medida pode ser estendida para outras regiões nos próximos meses, mas ainda não há prazo para que isso ocorra. A operadora afirma que a nova forma de cobrança valerá também para usuários de plano pós-pago, mas também não há previsão para entrar em vigor.
 
OUTRAS OPERADORAS
 
Outras operadoras, como Oi e Tim, também estudam aderir ao novo formato de cobrança de internet, mas ainda sem previsão.
 
"A Oi está atenta ao mercado e entende que as mudanças nos hábitos de consumo de dados podem afetar a experiência do usuário de internet móvel, gerando uma percepção negativa em relação à navegação no celular.
Dessa forma, a companhia considera o fim da velocidade reduzida, aliada ao novo modelo de cobrança por pacotes adicionais, uma tendência mundial, e está avaliando com atenção essa estratégia", diz a operadora em nota.
 
Já a Tim afirma, também por nota, que "está atenta às tendências de mercado e acredita que mudanças do formato de tarifação de dados móveis são um movimento natural, em linha com o crescimento contínuo do uso de internet nos celulares e outros dispositivos, com os clientes necessitando de franquias cada vez maiores. A empresa, no entanto, não prevê qualquer ajuste, por enquanto, e segue avaliando as diferentes possibilidades."
 
A Claro não comenta o assunto. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
A partir desta quinta-feira (6), os usuários do plano pré-pago da Vivo nos estados do Rio Grande do Sul e Minas Gerais vão experimentar uma nova forma de cobrança da internet. Trata-se do pagamento de pacote adicional assim que sua franquia terminar. A informação sobre a mudança na forma de cobrança foi adiantada  em outubro.
 
Atualmente, quando o usuário atinge a franquia contratada, ele passa a receber o sinal de internet com a velocidade reduzida. Com a medida, para continuar com acesso à internet, o cliente terá que adquirir um pacote adicional ou ficará sem sinal.
 
Os usuários receberão um SMS quando consumo atingir 80% e outro quando atingir 100% do pacote. O pacote adicional de 50 MB custa R$ 2,99 e tem validade de 7 dias.
 
A Vivo diz que a medida pode ser estendida para outras regiões nos próximos meses, mas ainda não há prazo para que isso ocorra. A operadora afirma que a nova forma de cobrança valerá também para usuários de plano pós-pago, mas também não há previsão para entrar em vigor.
 
OUTRAS OPERADORAS
 
Outras operadoras, como Oi e Tim, também estudam aderir ao novo formato de cobrança de internet, mas ainda sem previsão.
 
"A Oi está atenta ao mercado e entende que as mudanças nos hábitos de consumo de dados podem afetar a experiência do usuário de internet móvel, gerando uma percepção negativa em relação à navegação no celular.
 
Dessa forma, a companhia considera o fim da velocidade reduzida, aliada ao novo modelo de cobrança por pacotes adicionais, uma tendência mundial, e está avaliando com atenção essa estratégia", diz a operadora em nota.
 
Já a Tim afirma, também por nota, que "está atenta às tendências de mercado e acredita que mudanças do formato de tarifação de dados móveis são um movimento natural, em linha com o crescimento contínuo do uso de internet nos celulares e outros dispositivos, com os clientes necessitando de franquias cada vez maiores. A empresa, no entanto, não prevê qualquer ajuste, por enquanto, e segue avaliando as diferentes possibilidades."
 
A Claro não comenta o assunto.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Entre para seguir isso  

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.