Os bastidores do SIM Card
0

1 post neste tópico

O primeiro SIM Card foi apresentado ao mundo na década de oitenta. Com a vantagem de ter um mecanismo para gravar o número do telefone, que não precisava mais ser memorizado no aparelho, o produto era um pequeno cartão magnético portátil. Pouco tempo depois, foi apresentada ao mercado a tecnologia móvel GSM, com sinal e canal de voz digitais e SIM Card padronizado na forma de um “chip” eletrônico (Smart Card). Desta forma, o sucesso do SIM Card veio rápidamente uma vez que o GSM contribuiu para o SIM se tornar mais eficiente, barato e menor.

A partir deste momento, este cartão ganhou novos atributos, padrões e tecnologias associadas.

Se analisarmos todas as suas características e funcionalidades, podemos compará-lo a um mini-computador. O SIM card possui diversos recursos que propiciam segurança e identificação, como, por exemplo, ID único e universal do usuário. A própria sigla SIM significa, em inglês, “módulo de identificação do assinante” (Subscriber Identity Module). Além disso, a troca da linha telefônica para um novo aparelho hoje é muito mais simples, basta colocar o SIM card no novo celular.

Outra inovação que o SIM card possibilita, é oferecer serviços de valor agregado, como chats, serviços de Instant Message, mobile TV, votações, quizzes, ringtones, full tracks, jogos multimídias e outras aplicações. A maioria deste conteúdo é acessada via SIM Browsing, sem a necessidade de conexão à Internet/WAP, ou seja, para navegar, os usuários não precisam pagar pelo tráfego de dados. Essa navegação é feita através de forma interativa e intuitiva através de poucos cliques. Além disso, essa tecnologia proporciona experiência de uso padronizada e eficiente para todos os tipos e modelos de aparelhos celulares.

Outra possibilidade é interagir com as chamadas redes sociais e acessar a agenda de contatos, ganhando agilidade na comunicação e conferindo um valor emocional ao aparelho. O SIM, utilizado em todo o mundo por milhões de usuários, ainda oferece outras vantagens: com este cartão, não há, por exemplo, a necessidade de download, visto que o aplicativo ou o serviço já podem vir configurados no cartão.

Com tantas opções de prestação de serviços e de aplicativos, o SIM acabou despertando o interesse de empresas, tornando-se uma mídia. A justificativa é simples: ao estampar sua marca ou serviço no cartão, as empresas ganham visibilidade, aumentam sinergia com as outras mídias e executam uma ação inovadora e diferenciada.

Socialmente responsável, o SIM mudou de formato. Agora, o plástico do cartão, que anteriormente era descartado, pode ser transformado em um mini-DVD, com conteúdo interativo, digital, exclusivo e até mesmo patrocinado. Outra vantagem deste produto está no mercado de serviços financeiros. O SIM permite, por exemplo, que o usuário utilize o mobile banking para realizar pagamentos, transferências e consultas, de maneira segura e simples. Os mais recentes SIM Cards permitem também a realização de pagamentos ou transações “sem-contato” de forma segura, ou seja, basta aproximar o celular a uma leitora para pagar o metrô, por exemplo.

Na esfera do mobile marketing, é possível utilizar mensagens interativas (“pop-ups”) para criar campanhas. Um exemplo: com apenas um clique, os consumidores têm acesso aos novos lançamentos de uma grande empresa ou, dependendo da região e do bairro em que estiverem, recebem informações sobre produtos em promoção. Se você está à procura de uma mídia completa, interativa e eficaz, o SIM Card é exatamente o que você precisa.

É a tecnologia a favor do cidadão, tornando tudo muito mais rápido, fácil, interativo e o mais importante: provando que tudo mudou para melhor!

Fonte: UOL

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora
0