Paraguai não fornecerá mais energia extra de Itaipu ao Brasil
0

2 posts neste tópico

Paraguai não fornecerá mais energia extra de Itaipu ao Brasil

Frederico Franco afirma que “brilha São Paulo, Buenos Aires, e nós temos que andar no escuro no Paraguai”

ASSUNÇÃO - O Paraguai não pretende fornecer mais energia barata a seus vizinhos Argentina e Brasil, com os quais compartilha a operação de hidrelétricas, já que o governo quer levar adiante uma política que estimule o uso dessa energia no próprio país, disse o presidente do Paraguai, Federico Franco, nesta quarta-feira. O Paraguai é sócio do Brasil em Itaipu, uma das centrais hídricas mais potentes do mundo, e da Argentina em Yacyretá --mas fornece a maior parte da produção de energia de ambas empresas a seus vizinhos por preços considerados menores em relação aos praticados no mercado, segundo afirmaram os acordos bilaterais. Franco, que assumiu a presidência do Paraguai há pouco mais de um mês substituindo o destituído Fernando Lugo, disse que o Paraguai tem 85% do faturamento de energia baseado nas hidrelétricas, mas consome somente 15% porque a maior parte é utilizada por seus vizinhos.

"Nós não estamos dispostos a seguir cedendo, porque o que estamos fazendo é ceder a energia a Brasil e Argentina, nem sequer estamos vendendo", disse Franco em um evento público, no qual apresentou um projeto de política energética. "Devemos procurar trazer nossa energia de Itaipu e Yacyretá, criar indústrias para que haja trabalho para nossa gente e para isso a única alternativa é criar condições de segurança para poder industrializar o país", acrescentou.

O governo deposto de Lugo conseguiu triplicar o montante do valor pago pelo Brasil pela eletricidade e um acordo para a construção de uma linha de transmissão de 500 quilovolts entre Itaipu e Assunção, para que o país utilize mais da energia que lhe cabe na usina. Franco disse que este último projeto possibilitará a instalação de um maior número de indústrias, que igualmente deverão ser encorajadas por um preço mais conveniente de energia. Pouco depois de assumir, o governo de Franco iniciou negociações com a multinacional Rio Tinto Alcan para a instalação de una fábrica de alumínio, que foram paradas por divergências sobre o preço da energia elétrica que seria fixada.

"Estamos castigando o setor que mais produz e como consequência brilha em toda São Paulo, Buenos Aires, e nós temos que andar no escuro no Paraguai. Não tem sentido isso, temos que mudar", disse o presidente em apresentação de um anteprojeto de lei de política energética.

Argentina e Brasil são os maiores integrantes do Mercosul, que suspendeu o Paraguai do grupo diante da destituição de Lugo, por considerar que houve uma quebra do sistema democrático no país.

Fonte: O Globo

Abaixo eu deixo algo a acrescentar e melhorar o entendimento:

* O Paraguai é sócio do Brasil em Itaipu, ou seja esta no mapa com letra "i":

[OCULTAR]Please login or register to see this image. [/OCULTAR]

* O Paraguai é sócio da Argentina em Yacyretá, ou seja esta no mapa com letra "y":[OCULTAR]Posted Image[/OCULTAR]

Mapa de localização de duas das maiores centrais hídricas e potentes do mundo:

Posted Image

Ficamos atentos a tudo isso, pois creio que mudará muito nossas vidas se isso confirmar-se de fato!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu tenho a seguinte opinião sobre isso: Paraguai está certo. Já foram massacrados por uma guerra, pelo nosso país, e merecem mais respeito. Estão procurando crescer naquilo que lhes é direito. Acho que devemos entrar em entendimento com eles, e eles merecem o respeito (mesmo com este suposto "golpe", que na verdade, foi o certo, e foi vendido pelas mídias interesseiras como "desastroso, horrendo e perigoso") por quererem se reerguer.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora
0