SERVIDOR DE DOWNLOADS PARA TÉCNICOS!

É técnico? Então você precisa estar atualizado com um serviço de downloads exclusivo e profissional. O Clan SOFT é essencial para técnicos que não tem tempo para ficar procurando firmwares, softwares e procedimentos pela internet, como você.

www.clansoft.net/dl/

Entre para seguir isso  
Seguidores 0
Reginaldo SanTana™

Desenvolvedor precisa pensar em quase quatro mil aparelhos para testar app do Android

2 posts neste tópico

Please login or register to see this image.

Que o Android está fragmentado, não é novidade. Mas o OpenSignalMaps resolveu criar uma ilustração gráfica de quantos aparelhos estão disponíveis no mercado, merecendo o devido teste para cada desenvolvedor antes de lançar um aplicativo ou jogo. São quase quatro mil devices diferentes.

A plataforma móvel criada pelo Google possibilita grande flexibilidade por parte dos fabricantes de smartphones e tablets. O problema é que o simples manuseio do código fonte do OS permitiu que um exército de aparelhos surgisse no mundo e fossem listados como modelos que devem ser testados para um lançamento de app ou game.

A imagem criada contempla seis meses de pesquisa, com dados coletados de 680 mil aparelhos. O resultado apresenta 3.997 variantes do Android, ou seja, aparelhos diferentes que estão em uso neste exato momento. Este número cresceu bastante por conta de versões modificadas do Android, que contam como dois aparelhos distintos.

Ok, temos um mundo de aparelhos, idaí? O problema fica na cabeça do desenvolvedor. Pense que para criar um novo app, ele precisa testar na maioria dos smartphones que puder. O correto seria testar nos quatro mil encontrados e adaptar o código de sua criação para cada um dos gadgets. Cada um possui processador, memória RAM, memória interna e resolução de tela diferente.

O resultado deste mar de aparelhos, é que as empresas que criam apps limitaram os testes para os 25 aparelhos mais utilizados, que inclui marcas como Samsung, HTC, Motorola e LG.

Entendeu agora o motivo do app funcionar no aparelho A e não no B? E também a preferência de programar para iOS, que conta com três gerações de iPads, três de iPods Touch e três de iPhones no mercado? É pensar em nove variantes, contra quatro mil. Qual dá mais trabalho?

Mesmo com o trabalho extra, quatro mil aparelhos significam mais possibilidades de lucro. Enfim, a fragmentação tem seu lado bom e ruim. Qual a opinião de vocês?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Isso não é novidade para quem está há muito tempo envolvido com o Linux e suas distribuições: fragmentação. No caso do Android, é bom pelo lado do lucro do fabricante e vendedor, usar um sistema operacional livre, que não é necessário pagar licenças exorbitantes e ter problemas sérios de segurança, com os com Windows tem. Mas para resolver a tal fragmentação, o desenvolvedor sofre com o quê? Compila um código genérico compatível com ARM6~ARM9 e outras variantes ARM, aí cai na questão da resolução de tela... Para o desenvolvedor de software isso sempre vai ser o problema, mas basta ele escolher dar suporte á uma arquitetura apenas, ou suportar tudo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0