SERVIDOR DE DOWNLOADS PARA TÉCNICOS!

É técnico? Então você precisa estar atualizado com um serviço de downloads exclusivo e profissional. O Clan SOFT é essencial para técnicos que não tem tempo para ficar procurando firmwares, softwares e procedimentos pela internet, como você.

www.clansoft.net/dl/

Entre para seguir isso  
Seguidores 0
jbcelular

Inscrição no CREA para Técnicos de Telefonia Celular

20 posts neste tópico

[h=1]Técnicos de telefonia celular querem inscrição no Crea – Confea[/h]Posted on Please login or register to see this link. by Please login or register to see this link.

A reivindicação parece simples,mas tem dado muita dor de cabeça aos profissionais que têm formação como técnico em telefonia celular. O curso existe e o mercado é excelente,já que no Brasil estamos cheganado perto de 200 milhões de aparelhos celulares.

O problema destes profissionais é que eles não conseguem se inscrever no Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura, Crea. Ao contrário de outros ramos profissionais, tais como eletrônica e agricultura, eletrotécnica, eletromecânica, eletrônica ou telecomunicação, que são regularmente associados ao sistema Crea-Confea, os profissionais da telefonia celular encontram a porta dos Conselhos fechadas.

Esta situação os impedem, por exemplo, de se inscreverem no Sebrae como micro empresários e, consequentemente, se beneficiarem do sistema Simples. Ou seja, a porta para que eles saiam da informalidade, se estabeleçam econômicamente e cresçam.

Esta queixa me chegou hoje por meio de dois técnicos, Wander e Pablo, que trabalham em Taguatinga-DF, enquanto eu me apresentava como candidato, pelo Psol, a uma das duas vagas que Brasília tem direito no Senado Federal.

A situação me parece ser questão de norma federal, eventualmente de uma mudança na legislação em vigor.O que me parece estranho é que cursos de técnicos de telefonia celular sejam autorizados a funcionar e que os alunos que neles se formam não possam se associar à entidade de classe.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Breve vamos colocar tudo em ordem, muitos outros ramos a um tempo atras não dava-se a mínima importância, mas foram se organizando, criando sindicatos e associações, pressionando setores públicos, políticos em seus municípios, estados e até Brasília. Resultado, tem hoje todos seus direitos regulamentados. Não se conquista nada nesse pais sem estar organizado, associado e principalmente dispostos a lutarmos por nossa classe! Deveríamos seguir como base de exemplo os "Sindicados dos Trabalhadores Rurais" de todo o Brasil, cada dia estão comemorando conquistas, seja rendas, casas, implementos, financiamentos com juros 0%, subsídios e muito mais!!! Infelizmente hoje ainda estamos deixando a desejar, mas ha tempo ainda, vamos sim logo criarmos um Sindicado que seja! Une-se mais segmentos compatíveis como GPS, Câmeras Digitais, Tablets e outros! :good: Isso fará a força e principalmente termos vez e voz na ANATEL!!! Abraço e vamos levantar as bandeiras;paz

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Concordo plenamente com os amigos, precisamos nos unir e lutar pelos nossos direitos. Precisamos ter voz na ANATEL como o Marcio falou. A cada dia aparecem mais aventureiros no nosso ramo, isso tem que ter um basta. Vejam o exemplo de corretor de imóvel, a tempos atras qualquer um que queria vender imoveis, poderia livremente sair vendendo por ai. Mas eles se uniram e hoje quem não tem o CRECI não pode trabalhar com isso. O mesmo deve ser feito na nossa área, quer trabalhar com isso? beleza, então vai se preparar para isso. Ai muitos podem dizer, trabalho a 10 anos com isso, agora vou ter que voltar a estudar? Acredito que uma prova seja o suficiente para esses casos. Porque na minha opinião são essas pessoas que ferram com a nossa profissão, desvalorizando cada dia mais o nosso trabalho. Temos aqui neste fórum a maior comunidade de técnicos do Brasil, se nos unirmos acredito que seja possível. De sua opinião, se estamos certos, se estamos errados, mas assumam um lado. Abraço amigos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acredito que certamente conseguiremos chegar lá. Precisamos apenas de liderança, alguém que reinvindique a criação de uma lei específica que indique como profissão a carreira de técnico em celulares. Acho somente um pouco complicado já que existe como todo mundo sabe, a figura do "técnico em telecomunicações" que pode ser confundida por aqueles que legislam neste país. Acho que taí a importância de se unirmos e mostrarmos essa diferenciação. Estejam certos todos que o mínimo exigido pra que nós profissionais sejam reconhecidos pelas entidades de classe que regulamentam este tipo de setor, quando já se for reconhecido como tal, é a carga horária mínima de duração dos cursos de formação. E como todos sabem nem todo profissional desta área tem algum tipo de curso, a maioria aqui por exemplo no Fórum aprendeu como diz a giria aqui na Bahia ( na tora) na raça mesmo, na vontade aprender, pela necessidade de sustento próprio e de sua família. Sem contar que com certeza eles exigirão de nós o Estágio probatório que é lei federal. Então não vamos poder dizer que o nosso estágio foi na "bancada mesmo" né. Então o assunto é bastante complexo e sua discussão é bastante ampla.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Usuários e organizadores do Forum, vamos nos unir e aproveitar o ano de eleiçoes para cobrar de nossos politicos atitudes para a regulamentaçao de nossa profissão, pois já passou da hora de termos nossa profissao reconhecida, e temos que dar um basta nos aventureiros que mancham a imagem de gente seria e que sempre fez por merecer estar no mercado. proponho começar-mos uma campanha, aqui no forum mesmo, que tem a maioria dos técnicos (competentes) do Brasil. Com certeza se ninguem tomar uma atitude, ainda vamos ficar sem profissão por muito tempo...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu me formei em Telecomunicações por uma ETEC na minha cidade, e tenho CREA. Nada mais justo que os profissionais se organizem e se tornem regularizados com o CREA também. Pelo que eu vejo, seria mais uma garantia ao cliente de estar trabalhando com um profissional formado e com experiência tanto teórica quanto prática na área.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu me formei em Telecomunicações por uma ETEC na minha cidade, e tenho CREA.

Nada mais justo que os profissionais se organizem e se tornem regularizados com o CREA também.

Pelo que eu vejo, seria mais uma garantia ao cliente de estar trabalhando com um profissional formado e com experiência tanto teórica quanto prática na área.

Olá Neno Molina, seria interessante se pode-se descrever se neste seu curso de Telecomunicações, chegam a ensinar sobre BOX, atualizações de Softwares, Firmwares e EEPROM, Hardware PCB e outros relacionados ao nosso dia dia aqui no fórum.

Pois Crea a Profissionais em Telecomunicações já existe e sabemos disso, estamos nos referindo a exatamente o que mais trabalhamos aqui mesmo no fórum, por exemplo, não há nada referente a isso atualmente, quando vamos ao Escritório Contábil, nosso contabilista nos diz e pergunta, qual exatamente é sua atuação? E nos relaciona quem se enquadra na única opção disponível, ou seja, ele diz Profissional em Telecomunicações. Aí precisamos lhe dizer, não não, não é essa, pronto, temos que nos dobrar todo para se encaixar em uma que esteja ali na lista do Contabilista, afinal, uma será assinalada.

Mas porque não estar logo uma opção lá:

Profissional em Telefonia Móvel, Profissional em Celulares ou Profissional Móbile que seja!:supp_107:

Enfim esse, seria o pronto inicial do tema!

No mais pessoal, novos depoimentos serão bem vindos, abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

isso mesmo, precisamos nos unir em um so objetivo q sao nossos direitos, chegar de tanto pagarmos impostos pra o governo e nao hora de procurarmos nosso direitos, nao darem a minima pra nóis, to dentro pessoal

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu me formei em Telecomunicações por uma ETEC na minha cidade, e tenho CREA.

Nada mais justo que os profissionais se organizem e se tornem regularizados com o CREA também.

Pelo que eu vejo, seria mais uma garantia ao cliente de estar trabalhando com um profissional formado e com experiência tanto teórica quanto prática na área.

A confusão entre técnico em telecomunicações e técnico de celular como já descrevi no post acima, é mais uma barreira que temos que enfrentar, o senhor que conhece bem essa área já se confunde, imagine aqueles que irão legislar uma lei específica que trata do assunto e não conhece de perto a nossa profissão. Volto a frisar que no dia que tudo for regulamentado, todos serão obrigados a se instruir teoricamente também através de cursos credenciados pelo MEC e com sua carga horária de duração mínima exigida por orgão gestor no caso, o MEC. O que já acontece com todos os cursos técnicos existentes no SENAI, ou qualquer outro estabelecimento de ensino técnico. Uma vez o aluno cumprido estes requisitos, nada impedirá de recorrer o seu CREA. Mas primeiro temos que ser conhecidos como profissionais.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Neno Molina, seria interessante se pode-se descrever se neste seu curso de Telecomunicações, chegam a ensinar sobre BOX, atualizações de Softwares, Firmwares e EEPROM, Hardware PCB e outros relacionados ao nosso dia dia aqui no fórum.

Sobre EEPROM, RAMs, lógica booleana, eletricidade, física, eletrônica digital e analógica são partes básicas do currículo de telecomunicações, Márcio. Enfim, como eu disse, lá você aprende na teoria para que na prática a dificuldade seja menor possível para que você descubra qual um possível defeito em qualquer aparelho.

É uma coisa que muitos menosprezam, mas pense num técnico como um "médico" de aparelhos... você o preferiria entregar á um médico formado ou um não formado? Isso não quer dizer que o formado seja melhor ou superior ao que não se formou.

Pois Crea a Profissionais em Telecomunicações já existe e sabemos disso, estamos nos referindo a exatamente o que mais trabalhamos aqui mesmo no fórum, por exemplo, não há nada referente a isso atualmente, quando vamos ao Escritório Contábil, nosso contabilista nos diz e pergunta, qual exatamente é sua atuação? E nos relaciona quem se enquadra na única opção disponível, ou seja, ele diz Profissional em Telecomunicações. Aí precisamos lhe dizer, não não, não é essa, pronto, temos que nos dobrar todo para se encaixar em uma que esteja ali na lista do Contabilista, afinal, uma será assinalada.

Mas porque não estar logo uma opção lá:

Profissional em Telefonia Móvel, Profissional em Celulares ou Profissional Móbile que seja!:supp_107:

Enfim esse, seria o pronto inicial do tema!

No mais pessoal, novos depoimentos serão bem vindos, abraço!

Telecomunicações é muita abrangente. Felizmente, no curso, são englobados vários assuntos, que passam desde comunicação via terrestre até via satélite. Por isso existe uma só profissão para que se especialize na que melhor se encaixe ou tenha experiência. Assim como na medicina, o curso é um só, e há a especialização que se faz durante e após o curso...

Olha, se nós mesmos não levarmos á sério a profissionalização e estudo, e dar valor á isto, ninguém dará.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A confusão entre técnico em telecomunicações e técnico de celular como já descrevi no post acima, é mais uma barreira que temos que enfrentar, o senhor que conhece bem essa área já se confunde, imagine aqueles que irão legislar uma lei específica que trata do assunto e não conhece de perto a nossa profissão. Volto a frisar que no dia que tudo for regulamentado, todos serão obrigados a se instruir teoricamente também através de cursos credenciados pelo MEC e com sua carga horária de duração mínima exigida por orgão gestor no caso, o MEC. O que já acontece com todos os cursos técnicos existentes no SENAI, ou qualquer outro estabelecimento de ensino técnico. Uma vez o aluno cumprido estes requisitos, nada impedirá de recorrer o seu CREA. Mas primeiro temos que ser conhecidos como profissionais.

Confusão são as que nós mesmos criamos, pois tudo faz parte de uma só área, Toninho: Telecomunicações, seja ela terrestre, seja ela via satélite, você se prepara para isso na teoria, num curso técnico. Não há confusão nenhuma quanto a isto, pois após um curso, uma pessoa estará preparada na teoria para trabalhar tanto com hardware quanto software pelo que é passado.

Eu não entendo qual o menosprezo pelo estudo. Isso é o que realmente afasta a união dessa profissão.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Assim que dá gosto, estamos aqui pra debatermos, fórum é isso e construirmos novos horizontes. Comentando Neno Molina:

Sobre EEPROM, RAMs, lógica booleana, eletricidade, física, eletrônica digital e analógica são partes básicas do currículo de telecomunicações, Márcio...

Certo mas não via na lista BOX's (Smart-Clip, Z3X, MasterBOX, GPGDragom, SpiderMan, HWK, Vygis, Setool, MX-Key e outras), pois são sobre elas que muitos aqui trabalham a anos e se sustentam.

Telecomunicações é muita abrangente. Felizmente, no curso, são englobados vários assuntos, que passam desde comunicação via terrestre até via satélite. Por isso existe uma só profissão para que se especialize na que melhor se encaixe ou tenha experiência. Assim como na medicina, o curso é um só, e há a especialização que se faz durante e após o curso...

Olha, se nós mesmos não levarmos á sério a profissionalização e estudo, e dar valor á isto, ninguém dará.

Pode ter certeza disso e concordo contigo.

Por ser abrangente que ficamos a merce, estamos justamente reivindicando essa distinção, pois hoje não estamos incluídos no bolo!

Não há confusão nenhuma quanto a isto, pois após um curso, uma pessoa estará preparada na teoria para trabalhar tanto com hardware quanto software pelo que é passado.

Conheço uns que se formaram-se em Telecomunicações e não sabem desbloquear um Motorola V3re,

Eu não entendo qual o menosprezo pelo estudo. Isso é o que realmente afasta a união dessa profissão.

Não estamos aqui dizendo que o curso não seja válido, jamais, sei e recomendo todos fazerem tantos mais cursos poderem.

Só ganha-se em conhecimentos. O que tentamos, é o reconhecimento da categoria diante órgãos públicos, claro pode passar por um exame como da OAB e outros, num curso técnico específico que seja, o que nos referimos é reconhecimento da profissão específica a nossa.

Como já cito em minha postagem inicial, os "Sindicato dos Trabalhadores Rurais" não realizaram nenhum curso superior, mas foram reconhecidos como uma área distinta em qualquer setor público ou privado. Muitos de seus presidentes nem ao menos possuem 2º Grau. Aliás tínhamos por esses dias um Presidente da República que não havia curso superior, mas tinha reconhecimento público!

Podemos sim ter uma associação privada desta nossa categoria, independentemente se possuímos outros certificados, pois eu particularmente também tenho outros, sou da área de Informática, área essa já reconhecida devidamente, mas quero reconhecimento a essa de telefonia móvel, pois quantos colegas nossos só trabalham com celulares.

É isso, viva as sociedades organizadas, mesmo nós gatinhando, mas vivos e nos atualizando seja em cursos ou em fóruns mesmo!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Certo mas não via na lista BOX's (Smart-Clip, Z3X, MasterBOX, GPGDragom, SpiderMan, HWK, Vygis, Setool, MX-Key e outras), pois são sobre elas que muitos aqui trabalham a anos e se sustentam.

Marcio, a gente vai ficar discutindo e não chegando num consenso por causa dessa pequena confusão que está fazendo, pois você diz que a pessoa passa pelo curso técnico e não aprende a trabalhar com equipamentos específicos, e eu pergunto o mesmo: um técnico que sabe tantos das boxes saberia programar um PABX digital com 30 troncos digitais de cara, 256 ramais e mais correio de voz, central de chamadas, grupos, etc.?

O que faz um técnico se tornar especialista naquilo que precisa?

Experiência e treinamento, simples.

Não confunda se habilitar como técnico profissional com carteira do CREA com assuntos específicos de cada área. Não é assim que funciona.

Vou repetir a analogia que coloquei com a medicina: a faculdade não te prepara para toda e qualquer doença, mas é a base, torna tudo mais simples. Assim mesmo, haverá aquele técnico em telecom que trabalhará com centrais PABX, aqueles que trabalharão com transmissão via rádio, o que trabalhará com eletrônica, instalação, enfim, tendo a base, qualquer pessoa (com interesse em aprender) pode fazer qualquer coisa nessa área de Telecomunicações, por isso querer dividir numa categoria específica é como querer dividir a medicina e seus Conselhos Regionais em especialidades diferentes. É desunir toda uma mesma classe de profissionais.

Por isso digo: sindicato ou separação só porque acham que telefonia móvel não tem nada haver com telecomunicações, não é verdade. A base de tudo isso é uma só: telecomunicação.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aff! Márcio você tentou ser claro e objetivo e eu tentei da melhor forma possível, mas tudo depende de interpretação, cada um tem a sua. Só nos resta é esperar a expansão das Escolas Técnicas Federais, e ver se consegue entrar em uma delas, e torcer que realmente seja de graça. Porque o SENAI aqui de Salvador cobra R$3000,00 em um curso de "caldeireiro".

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aff! Márcio você tentou ser claro e objetivo e eu tentei da melhor forma possível, mas tudo depende de interpretação, cada um tem a sua. Só nos resta é esperar a expansão das Escolas Técnicas Federais, e ver se consegue entrar em uma delas, e torcer que realmente seja de graça. Porque o SENAI aqui de Salvador cobra R$3000,00 em um curso de "caldeireiro".

Não sei porquê dessa prepotência comigo, Toninho.

Meu ponto de vista é simples: união e profissionalização.

Criar uma categoria de técnico sem telefonia móvel é desunir uma classe inteira de técnicos em transmissão,em instalação,em manutenção, sendo que tudo está ligado.

Fora a necessidade de um documento que comprove que o profissional é habilitado e capacitado para isso: CREA.

E cursos técnicos, pelo menos aqui no meu estado, são de graça em sua maioria.

É claro que isso demanda tempo, mas eu digo por experiência própria:comecei meu curso técnico aos 17, mas não pude terminar, voltei aos 26 anos, concluí e estou hoje formado e com CREA, certificado realmente, e sem nenhum problema para trabalhar com aquilo que for relativo ás telecomunicações.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Marcio, a gente vai ficar discutindo e não chegando num consenso por causa dessa pequena confusão que está fazendo, pois você diz que a pessoa passa pelo curso técnico e não aprende a trabalhar com equipamentos específicos, e eu pergunto o mesmo: um técnico que sabe tantos das boxes saberia programar um PABX digital com 30 troncos digitais de cara, 256 ramais e mais correio de voz, central de chamadas, grupos, etc.?...

Troco a palavra discutir por debater, não estou bravo nem nada, estou feliz por podermos trocar idéias.

Talvez eu esteja errado ou não, isso no momento não importa. O importante é somarmos idéias, se não fosse isso nem estaria aqui.

Vejo que você também quer contribuir com conhecimento, isso é muito válido ao tema. Por isso que lhe provoquei.

Antes até estava concordando um pouquinho contigo, mas agora discordo totalmente! Mas respeito suas colocações.

Justamente por não me interessar sobre PABX,troncos digitais, Ramais e cia que desejava uma melhor distinção nas área de telefonia!

Sua comparação com medicina não se encaixa no que me refiro, podemos ter organizações dos profissionais de limpeza, organização das donas do lar, organização de funcionários públicos municipais e por aí vai, isso que meu sonho com nossa classe, digo nossa que lidamos com BOX's para celulares, Smartphones e Cia.

Para termos vez e voz a nos defender seja o momento que formos atingidos ou prever situações negativas em nossas atuações. Primeiro isso, depois podemos decidir se um nome irá englobar ou não. Até lá ao menos estamos amparados em uma causa só. Pois hoje estamos sem vez e voz diante setores importantes, mas ainda temos esse fórum para ter voz, caso contrário estaríamos muito mal mesmo!

Só isso, estudo já lhe disse que quanto mais melhor, nisso ninguém terá dúvida por aqui!

Você lá no Contabilista se encaixa logo, pois á um nome próprio, meus colegas técnicos e eu em celulares não.

Ótimo trabalho a ti e todos os demais! Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não sei porquê dessa prepotência comigo, Toninho.

Meu ponto de vista é simples: união e profissionalização.

Criar uma categoria de técnico sem telefonia móvel é desunir uma classe inteira de técnicos em transmissão,em instalação,em manutenção, sendo que tudo está ligado.

Fora a necessidade de um documento que comprove que o profissional é habilitado e capacitado para isso: CREA.

E cursos técnicos, pelo menos aqui no meu estado, são de graça em sua maioria.

É claro que isso demanda tempo, mas eu digo por experiência própria:comecei meu curso técnico aos 17, mas não pude terminar, voltei aos 26 anos, concluí e estou hoje formado e com CREA, certificado realmente, e sem nenhum problema para trabalhar com aquilo que for relativo ás telecomunicações.

Concordo com as palavras do NENO, eu fiz 2 módulos de telecomunicações (TELECOM 1 e TELECOM 2), hoje dou formado em eletrônica industrial, impossível vc aprender telefonia móvel sem telefonia fixa, os dois são ligados.

É preciso saber coisas básicas como faixa de frequência (voz e audição humana), centrais locais como tandem e transito, CPA que muitos nunca ouviram falar, TX e RX, frequências das ondas, modulação e etc.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá! Pessoal,

Hoje entende se que o Técnico em Eletrônica é o profissional capacitado a atuar no segmento de assistência técnica de equipamentos eletrônicos. O CREA reconhece este profissional técnico em seu Conselho e emite a ART* para este profissional com validade para regulamentar a Assistência Técnica no comércio de conserto de equipamentos eletrônicos.

(*) ART – Anotação de Responsabilidade Técnica.

No Brasil não há curso regulamentado de Técnico em Telefonia Celular. Para isso terá que haver uma avaliação do MEC, atender uma grade curricular e carga horária.

Após toda esta avaliação é que o Curso será regulamentado junto ao MEC.

O Aluno terá que ter o ensino médio completo, para que possa fazer o curso somente com as matérias técnicas (em média com duração de 1 ano e meio de duração) ou junto com o ensino médio (3 a 4 anos de duração).

Após a conclusão é conferido um Certificado, sem validade junto ao CREA. Para que possa ter direito ao CREA terá que ter participado de um estágio supervisionado em uma empresa do segmento e assinado por um Engenheiro.

Após este processo é que será emitido um DIPLOMA pela escola técnica e será registrado junto ao MEC. O CREA reconhecerá o DIPLOMA e ai sim registrá-lo como Profissional aceito no Conselho.

Obs.: O CREA também terá que reconhecer o Profissional Técnico em Telefonia Celular junto ao seu Conselho. A priori o Conselho é de Engenheiros e Agrônomos.

CREA – Sigla de CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA

Técnicos Eletrônicos, Edificações, Eletrotécnicos e Telecomunicações estão associados aos Engenheiros Eletrônicos, Eletricistas, Civis e Telecomunicações. Não há Engenharia de Telefonia Celular.

Abraços e SUCE$$O a todos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0