SERVIDOR DE DOWNLOADS PARA TÉCNICOS!

É técnico? Então você precisa estar atualizado com um serviço de downloads exclusivo e profissional. O Clan SOFT é essencial para técnicos que não tem tempo para ficar procurando firmwares, softwares e procedimentos pela internet, como você.

www.clansoft.net/dl/

Entre para seguir isso  
Seguidores 0
Reginaldo SanTana™

Google deve lançar disco hoje

4 posts neste tópico

Google deve lançar disco hoje. O que os concorrentes têm a dizer sobre isso

Se você está pagando uma estreita vigilância sobre os relatórios sobre o armazenamento do Google nuvem de serviço, o Drive Google fábula, você provavelmente está ciente dos rumores que indicam que hoje em dia como uma data possível lançamento do serviço na nuvem. Os clientes, que em breve terá de escolher entre a versão gratuita ou a versão premium do G-Drive, certamente irá acolher ainda uma outra solução de armazenamento em nuvem. Mas o que as pessoas na indústria de pensar Unidade Google?

Falar com Rachel ZDNET Rei , presidente da Citrix vice-e gerente geral da partilha de dados, Jesse Lipson, disse que o Google tem uma longa história de lançamento de produtos no final do jogo, na maioria dos casos como uma resposta ao sucesso que os concorrentes estão se gabando. No entanto, Lipson pensa que o Google é perito em jogar apanhar e ainda pode ter sucesso, graças aos vastos recursos que a empresa pode deitar em um projeto.

Embora o mercado já está saturado com os jogadores que estão oferecendo soluções de armazenamento em nuvem, o Google terá uma vantagem enorme se integra Unidade Google em seus serviços e produtos. "A integração com o Google Docs, Google Apps e do Gmail poderá dar-lhe uma vantagem - os consumidores começam a usar o serviço, pois integra e depois transferir o resto do seu conteúdo e que mesmo fornecedor", explicou. Lipson concluiu dizendo que a integração significa que o Google Drive pode ser muito bem sucedido no mercado corporativo.

Um concorrente que pensa Unidade Google só vai agravar o problema criado pelo surgimento de serviços de consumo de compartilhamento de arquivos. Yorgen Edholm, o CEO e presidente da Accellion, uma transferência de arquivo e provedores de soluções de colaboração para empresas, disse que "A introdução de ainda não gerenciado solução nuvem outro armazenamento de arquivos, desta vez de um jogador de grande indústria como o Google, é um [n] TI pesadelo para a segurança. "Isso é algo que Dropbox e iCloud, de acordo com Edholm, são parcialmente responsáveis, também.

Surpreendentemente, as palavras gentis sobre o Google unidade foram proferidas por um do serviço mais ferrenhos concorrentes, Aaron Levie, o CEO e co-fundador da Caixa. Levie não está preocupado com o impacto da movimentação do Google em solução própria Caixa de armazenamento em nuvem e entende que o mercado é muito atraente agora para o Google para tentar obter uma mordida da ação. "Nosso foco do laser sobre o suporte de segurança, escalabilidade, colaboração e multi-plataforma que as empresas exigem meios que nós vamos continuar a ser extremamente competitiva no mercado corporativo", disse, confiante Levie.

De acordo com fontes da Reuters, Unidade Google vai oferecer 5 GB de armazenamento online gratuito, com um máximo de armazenamento de 100 GB para a conta premium. É ainda desconhecido ainda o quanto o Google irá cobrar a conta premium, mas devemos ter uma confirmação oficial, hoje, se os rumores são precisos.

Enquanto isso, no total de notícias independentes, dois dos concorrentes mais importantes da unidade Google anunciou grandes melhorias novas ao seu serviço - Dropbox introduzido link partilha universal, enquanto a Microsoft renovou Skydrive e estreou novo Windows e Mac apps. Que coincidência, hein?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Google Drive. Guarde tudo. Compartilhe o que quiser.

Acesse em qualquer lugar.

O Google Drive acompanha você em qualquer lugar: na web, em casa, no escritório e em outros lugares. Não importa onde você esteja, suas coisas estão sempre disponíveis. Prontas para usar e para compartilhar. Dê os primeiros passos com 5 GB de espaço gratuito.

O Google Drive está disponível para:

PC e Mac

iPhone and iPad (coming soon)

Aparelhos Android

Armazene seus arquivos em um

local seguro.

Imprevistos acontecem. Seu celular pode cair na água. Seu laptop pode simplesmente parar de funcionar. Não importa o que aconteça com seus dispositivos, seus arquivos são armazenados com segurança no Google Drive.

Vá além do armazenamento. Colabore.

O Google Drive permite fazer bem mais do que armazenar arquivos. Compartilhe arquivos e edite-os junto com quem você quiser em qualquer dispositivo.

O Google Drive permite acesso instantâneo ao Google Docs, um conjunto de ferramentas para edição que torna o trabalho em conjunto melhor, mesmo quando seus colegas de equipe estão longe.

Gratuito

Tenha 5 GB de espaço de armazenamento gratuito.

Comece usando os 5 GB de espaço gratuito. Faça upgrade para 25 GB por menos de US$ 2,50 por mês e armazene praticamente de tudo um pouco.

Please login or register to see this link.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cuidado ao armazenar arquivos pessoais no novo Google Drive:

Serviço está lá e é de graça, mas não protege inteiramente sua privacidade.

Os arquivos que você armazenar no novo serviço de "nuvem" do Google, o Drive, podem não ter tanto sigilo quanto você imagina - e a empresa poderia usar os arquivos como quisesse, além de não garantir a segurança deles. Quem alerta para isso é o site Gizmodo, especializado em tecnologia, que vasculhou a política de privacidade da empresa.

No novo Google Drive, você pode guardar fotos, vídeos ou outros arquivos digitais (até 5GB) em um sistema de armazenamento. E aí você pode acessá-los de qualquer lugar. Dá, inclusive, para comprar mais espaço.

Só que o Drive responde à “política de privacidade unificada” do Google, que causou muita polêmica em fevereiro e março deste ano. A empresa, a partir de agora, tem uma regra vigente para muitos de seus serviços.

Nela, diz exatamente: "Não nos comprometemos quanto aos conteúdos dos serviços, à função específica dos serviços, à fiabilidade, disponibilidade ou capacidade dos mesmos de satisfazerem as necessidades do utilizador. Fornecemos os serviços «tal como estão». Algumas jurisdições obrigam a fornecer determinadas garantias, como a garantia implícita de comercialização, adequação a um fim específico e a não infracção. Na medida em que tal seja permitido por lei, excluímos todas as garantias".

E, nesta regra, aponta o Gizmodo, há uma passagem que pode comprometer o Google Drive. Aqui vai o trecho do documento de privacidade da empresa (visto em google.com/intl/pt/policies/terms), que diz que qualquer coisa que for parar no Drive pode ser usada pelo Google. Atenção para a parte sublinhada:

Alguns dos nossos serviços permitem ao utilizador o envio de conteúdo. O utilizador mantém a propriedade de todos os direitos de propriedade intelectual que detenha sobre o referido conteúdo. Em suma, o que lhe pertence continuará a pertencer-lhe.

Quando carrega ou, de alguma forma, envia conteúdo para os nossos Serviços, está a conceder à Google (e àqueles com quem trabalhamos) uma licença internacional para utilizar, alojar, armazenar, reproduzir, modificar, criar trabalhos derivados (como os decorrentes de traduções, adaptações ou outras alterações que efetuarmos para que o conteúdo funcione melhor com os nossos Serviços), comunicar, publicar, executar e apresentar publicamente, bem como distribuir o referido conteúdo. Os direitos que o utilizador concede ao abrigo desta licença serão utilizados apenas para operar, promover e aperfeiçoar os nossos Serviços, assim como desenvolver novos serviços. Esta licença permanece em vigor mesmo que o utilizador deixe de utilizar os nossos Serviços (por exemplo, relativamente a uma ficha de empresa que o utilizador tenha adicionado ao Google Maps). Alguns Serviços podem disponibilizar ao utilizador formas de acesso e remoção de conteúdo que tenha sido fornecido a esse Serviço. Além disso, em alguns dos nossos Serviços, existem termos e definições que restringem o âmbito da utilização que fazemos do conteúdo enviado para esses Serviços. Certifique-se de que possui os direitos necessários relativos a qualquer conteúdo que envia para os nossos Serviços.

Portanto, a dica é não colocar documentos pessoais ou coisas que tenham qualquer tipo de valor, legal ou não.

Fonte: R7

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Google será dono de tudo que for colocado no Drive:

O alardeado Google Drive chegou. Mas e agora? Deve-se colocar nele todos os arquivos que se tem no computador? É sempre bom pensar antes de agir, como mostra Rodrigo Ghedin, do Gizmodo.

Ele foi procurar na política de privacidade da gigante de buscas o que há ali que possa tratar do serviço de armazenamento em nuvem da companhia - já que os termos foram unificados. E achou dois trechos preocupantes: o primeiro afirma que não há garantias de funcionamento. Já o segundo diz claramente que qualquer coisa hospedada com o Google passa a pertencer ao Google.

Dentro da seção "Nossas garantias e isenções de responsabilidade" há o aviso de que, "exceto quando expressamente previsto nestes termos ou em termos adicionais, nem o Google, nem seus fornecedores ou distribuidores oferecem quaisquer garantias sobre os serviços".

"Por exemplo, não nos responsabilizamos pelos conteúdos nos serviços, por funcionalidades específicas do serviço, ou pela confiabilidade, disponibilidade ou capacidade de atender suas necessidades. Fornecemos os serviços 'na forma em que estão'", continua o texto. "Certas jurisdições prevêem determinadas garantias, como a garantia de comerciabilidade implícita, adequação a uma finalidade específica e não violação. Na medida permitida por lei, excluímos todas as garantias."

A outra parte soa ainda mais grave, pois diz que "quando você faz upload ou de algum modo envia conteúdo a nossos Serviços, você concede ao Google (e àqueles com quem trabalhamos) uma licença mundial para usar, hospedar, armazenar, reproduzir, modificar, criar obras derivadas (como aquelas resultantes de traduções, adaptações ou outras alterações que fazemos para que seu conteúdo funcione melhor com nossos Serviços), comunicar, publicar, executar e exibir publicamente e distribuir tal conteúdo".

De acordo com a companhia, "os direitos que você concede nesta licença são para os fins restritos de operação, promoção e melhoria de nossos Serviços e de desenvolver novos Serviços. Essa licença perdura mesmo que você deixe de usar nossos Serviços (por exemplo, uma listagem de empresa que você adicionou ao Google Maps). Alguns Serviços podem oferecer-lhe modos de acessar e remover conteúdos que foram fornecidos para aquele Serviço. Além disso, em alguns de nossos Serviços, existem termos ou configurações que restringem o escopo de nosso uso do conteúdo enviado nesses Serviços. Certifique-se de que você tem os direitos necessários para nos conceder a licença de qualquer conteúdo que você enviar a nossos Serviços".

O Gizmodo ressalta que, embora a falta de garantias quanto à estabilidade do produto não seja exclusividade do Google, a ideia de a empresa guardar para si os direitos de tudo o que for hospedado por ela parece única. Os termos do Windows Live, por exemplo, dizem, em nome da Microsoft: "Exceto materiais que licenciamos para você, não reivindicamos a propriedade do conteúdo fornecido por você no serviço. O seu conteúdo permanece seu conteúdo. Também não controlamos, verificamos ou endossamos o conteúdo que você e outros disponibilizam no serviço."

Fonte: Adnews

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0