sao paulo de 92 x barcelona atual
0

2 posts neste tópico

[h=2]Raí garante que São Paulo de 1992 poderia atropelar Barcelona atual[/h]Please login or register to see this link.

[h=1]Publicação:[/h]16/03/2012 09:52

Raí fala com um sorriso no rosto sobre o Barcelona que goleou o Santos por 4 a 0 na final do último Mundial de Clubes. Não se trata apenas da mesma admiração generalizada pela equipe liderada pelo astro argentino Lionel Messi. É um sinal também das boas recordações de quem não teme o clube catalão.

Em 1992, na decisão do antigo Mundial Interclubes, Raí marcou os gols da vitória do São Paulo por 2 a 1 sobre o Barcelona de Johan Cruyff. A atuação de sua equipe fez o técnico holandês se render aos brasileiros, quase duas décadas atrás: “Se for para ser atropelado, que seja por uma Ferrari”. A reverência ainda entusiasma e serve como argumento para comparações entre times do passado e do presente.

[TABLE="class: right2"]

Please login or register to see this image. [TD][/TD]

[TR]

[TD="class: box_desc"]Raí conduziu a "Ferrari" do São Paulo em 1992[/TD]

[/TR]

[/TABLE]

“Em um confronto hipotético, o Barcelona de hoje até poderia ser favorito contra aquele São Paulo. Mas, se estivéssemos em um dia bom, com certeza teríamos chances de atropelar de novo”, apostou Raí, em entrevista à GE.Net, depois de se vangloriar do elogio de Cruyff.

“O São Paulo era uma Ferrari que até melhorou em 1993 [ano em que o camisa 10 seguiu para o Paris Saint-Germain, da França]. A declaração do Cruyff foi simbólica. Veio de alguém que participou de um dos melhores times de todos os tempos, a Holanda de 1974, e que estava sendo considerado um treinador revolucionário. Ele era o melhor do mundo ao lado do Telê Santana e ficou surpreso com a qualidade e a versatilidade do São Paulo”, recordou.

Antes de perder o título intercontinental, contudo, Cruyff menosprezava o São Paulo. Disse que “quem corre são os covardes”, ao analisar o bom preparo físico do adversário, e ignorou as boas fases de Raí, Muller e Palhinha ao declarar não estar preocupado com a decisão do Mundial.

Apesar da soberba de seu comandante, os jogadores do Barcelona já tinham uma prova da capacidade do São Paulo. Haviam sido goleados por 4 a 1 pelos brasileiros em agosto de 1992, na final do torneio Teresa Herrera, em La Coruña, porém lembraram que estavam em início de temporada para justificar o resultado.

“Essa partida quebrou o gelo para o São Paulo. Passamos a ter consciência de que estávamos no mesmo nível ou melhores do que o Barcelona. Sabíamos da nossa capacidade. Mesmo eles estando em começo de temporada, foi um jogo marcante para a gente. Fizemos uma preparação ótima em seguida e ganhamos também no Mundial”, contou Raí, orgulhoso.

como sao paulino de coração nao podia deixar de compartilhar essa materia com vcs.

abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

SAO PAULO FC

A mais jovem agremiação dentre os grandes do futebol brasileiro, o São Paulo FC é o clube mais vencedor do Brasil!

Marcado por histórias de superação, como a refundação do clube em 1935 ou os tempos difíceis da construção do Morumbi, o Tricolor Mais Querido do planeta é o único clube brasileiro a ter conquistado a América e o Mundo por três vezes.

Líder nos mais diversos rankings esportivos, é o único Tricampeão consecutivo do Campeonato Brasileiro e o primeiro a conquistá-lo por seis vezes. Tri-Hexacampeão Brasileiro.

Dentro das quatro linhas, foi vestindo o Manto Tricolor que o goleiro Caxambu inventou a ponte, que Roberto Dias tornou-se o maior marcador de Pelé, que Raí e Telê comemoraram a vitória sobre o Barcelona, que Müller marcou o gol que fez o italiano Costacurta perder o rumo de Milão, que Rogério Ceni passou a ser o Maior Goleiro Artilheiro do Mundo, além de tantos outros grandes momentos da gloriosa trajetória são-paulina!

Foi também defendendo as cores do São Paulo FC que o saltador Adhemar Ferreira da Silva chegou ao ouro olímpico e bateu duas vezes o recorde mundial do salto triplo, e que Éder Jofre, o Galo de Ouro dos 50 nocautes, surgiu para os

ringues que um dia estariam a seus pés.

Fora de campo, o Tricolor desafiou os críticos e a lógica e construiu o maior estádio particular do Brasil, o Estádio do Morumbi. Seguiu pioneiro em sua aposta na infraestrutura como pilar da excelência no esporte, erguendo ao longo do tempo seu Centro de Treinamento e o Centro de Formação de Atletas. O resultado? O mundo conheceu três vezes.

Modelo de gestão no esporte nacional, o Tricolor Paulista mantém-se há anos entre os maiores faturamentos do futebol

brasileiro, e a torcida são-paulina é, há tempos, a que mais cresce no Brasil.

Dono de um patrimônio invejável, detentor de títulos inalcançáveis para muitos e em movimento constante em busca da excelência, o Tricolor Paulista faz jus a seu hino: dentre os grandes, é o primeiro!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora
0