Smartphone da Dell: uma estratégia diferente
0

1 post neste tópico

Please login or register to see this link.

Como fã de longa data da Dell (1 laptop e 2 PDAs no currículo), recebi com alegria Please login or register to see this link.

Até agora só se sabe que o Mini 3 rodará o sistema Android. Tudo o mais que se diz web afora é especulação, portanto, não temos informações oficiais sobre características e funcionalidades. Mas espera-se que ele esteja em pé de competição com outros touchscreen Android de sua categoria, com pelo menos 3G, wifi, bluetooth e GPS.

Já sabíamos que a Dell pretendia estrear o aparelho na China através de uma parceria com a China Mobile, mas agora a empresa comunicou que a estréia será aqui também, graças a um acordo feito com a Claro.

A estratégia de focar em mercados emergentes com aparelhos de baixo custo pode ser uma excelente iniciativa: a competição nos EUA, por exemplo, é bem mais acirrada, e a população total do país é menor que a correspondente em usuários de telefonia móvel na China, para se ter idéia.

E no Brasil? Se a Dell ousar um pouco e soltar um aparelho com maior liberdade de uso e preço baixo, não tem iPhone que o segure por aqui. Sim, pois ultimamente a sensação que tenho é que a nova safra de celulares inteligentes não tem nada de novo a oferecer, mesmo entre os novos Androids. Todos tem internet e redes sociais como os principais atrativos, e, fora os mais recentes modelos luxuosos, até nos preços eles se assemelham. Que aqui no Brasil, continuam proibitivos. Temos uma grande demanda por tecnologia móvel, mas graças aos impostos acachapantes – tanto em produtos como em serviços – ainda não assistimos à uma real decolagem. Não há competitividade legítima no Brasil quando se trata de smartphones.

A Dell não precisa se preocupar em fazer mais um “iPhone-killer”, como a imprensa adora comparar. Basta trazer boas ferramentas de conectividade a um preço justo. E no meio de tanta mesmice, esse sim poderá ser o grande diferencial! Please login or register to see this link. calculam que que o aparelho deve chegar ao consumidor custando U$ 200 com subsídio e U$ 350 sem.

Será que finalmente veremos smartphone touchscreen completo sendo vendido no nosso país a menos de R$ 1.000 sem subsídio?

Please login or register to see this link.

Fonte: Please login or register to see this link.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora
0