SERVIDOR DE DOWNLOADS PARA TÉCNICOS!

É técnico? Então você precisa estar atualizado com um serviço de downloads exclusivo e profissional. O Clan SOFT é essencial para técnicos que não tem tempo para ficar procurando firmwares, softwares e procedimentos pela internet, como você.

www.clansoft.net/dl/

Entre para seguir isso  
Seguidores 0
Arkanoidblue

Cabo Y ou split - Soma de sinais.

3 posts neste tópico

Cabo em Y para soma de sinais

Encontrei diversas vezes cabos tipo Y ou split para somar sinais de linha. O caso mais comum é a soma dos sinais de monitoração (L/R) para conectar um sub-woofer.

Um único sub-woofer é uma forma rentável e popular de se adicionar energia de baixas freqüências a pequenos sistemas.

Isso é possível pelo fato de que baixas freqüências (abaixo de 100Hz) têm comprimentos de onda longos o que dificulta a identificação de sua origem (não é necessário utilizar um sub-woofer para cada canal do sinal estéreo).

Utilizar uma conexão Y para misturar 2 sinais em 1 não é correto e pode até danificar os equipamentos envolvidos.

Estas conexões em Y foram criadas para se enviar 1 sinal para 2 entradas (split).

A regra é: Saídas são de baixa impedância e só devem ser ligadas a entradas de alta impedância (oposição à passagem da corrente elétrica). Nunca se deve unir duas saídas diretamente.

De uma maneira bem simplificada, a justificativa pode ser encontrada no seguinte fórmula:

V=Z.i ,

ou seja,

mantendo-se a tensão (V) se a impedância (Z) diminui, a corrente (i) tem que subir.

Quando juntamos duas saídas, a impedância de cada uma tende a cair, aumentando a corrente, forçando ambas as saídas ao limite de corrente, acarretando possíveis danos às duas.

O resultado será, no mínimo, grave perda de sinal.

Assim surge a questão: qual a melhor forma de tornar mono (somar) os dois sinais?

Para fazer isso facilmente, você pode ligar as duas saídas de seu equipamento juntas usando as malhas resistivas descritas abaixo.

Somando sinais desbalanceados

Dois resistores de 470 ohms ligam cada entrada para a junção de um terceiro resistor 10 K ohms, que se conecta ao sinal comum (terra).

Dessa forma, a impedância de entrada vai ficar em torno de 1 K ohms enquanto que a saída, cerca de 250 ohms.

A impedância de saída é baixa o suficiente para que linhas longas ainda possam ser alimentadas, apesar de esta ser uma conexão passiva.

A impedância de entrada é realmente muito baixa e requer a capacidade de alimentação de linha de 600 ohms, mas isso não deve gerar problemas para os equipamentos eletronicamente balanceados.

Os pólos negativos ficarão ligados uns aos outros, como também as malhas (terra); no entanto, os negativos e as malhas não são interligados.

A saída flutuante torna a ligação compatível com sistemas balanceados ou desbalanceados.

Usando um conector mono, o negativo e a malha ficam em curto e a conexão atua como um sistema desbalanceado normal; enquanto usando conector estéreo , aproveitamos plenamente os benefícios do terra flutuante.

A Figura 1 mostra a ligação necessária para fontes com saídas desbalanceadas.

[TABLE]

[TR]

[TD][/TD]

[/TR]

[/TABLE]

Please login or register to see this image. Figura 1 - soma de sinais desbalanceados

A Figura 2 mostra uma ligação para combinar uma entrada estéreo para uma saída mono.

A entrada e saída são 1/4 TRS, ou um mini-jack 1/8 TRS.

Neste caso é fundamental utilizar resistores de 1% de tolerância para evitar que qualquer diferença de valor entre resistores com valores similares degrade a capacidade de rejeição de modo comum do sistema.

[TABLE]

[TR]

[TD] Posted ImageFigura 2 - cabo em Y para soma de sinal stereo para mono

[/TD]

[/TR]

[/TABLE]

Somando sinais balanceados

As Figuras 3 e 4 mostram a ligação para um sistema balanceado.

O circuito é uma extensão natural do que aparece na Figura 1.

Desta forma, temos a ponta do TRS (pino 2 do XLR, positivo) e o anel do TRS (pino 3 do XLR, negativo) ligados através das malhas resistivas mostradas.

Use resistores de 1% de tolerância.

Na saída, utilizar resistor de 20 K ohms.

Posted ImageFigura 3 - Soma de dois sinais balanceados (conector XLR) para um balanceado

[TABLE]

[TR]

[TD] Posted Image

figura4 - soma de dois sinais balanceados com conector TRS (stereo)

[/TD]

[/TR]

[/TABLE]

O diagrama acima é para JUNTAR( transformar) canais STEREO em MONO ( ideal para SUB WOOFERS).

Conforme mencionado no inicio, se for apenas dividir o sinal (SPLIT) recorra a cabos Y prontos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tenho um amplificador com 4 entradas balanceadas e a mesa de som tem só 2 saídas balanceadas. Como fazer um cabo que alimente de forma adequada todas as 4 entradas?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cabo em Y para soma de sinais

Encontrei diversas vezes cabos tipo Y ou split para somar sinais de linha. O caso mais comum é a soma dos sinais de monitoração (L/R) para conectar um sub-woofer.

Um único sub-woofer é uma forma rentável e popular de se adicionar energia de baixas freqüências a pequenos sistemas.

Isso é possível pelo fato de que baixas freqüências (abaixo de 100Hz) têm comprimentos de onda longos o que dificulta a identificação de sua origem (não é necessário utilizar um sub-woofer para cada canal do sinal estéreo).

Utilizar uma conexão Y para misturar 2 sinais em 1 não é correto e pode até danificar os equipamentos envolvidos.

Estas conexões em Y foram criadas para se enviar 1 sinal para 2 entradas (split).

A regra é: Saídas são de baixa impedância e só devem ser ligadas a entradas de alta impedância (oposição à passagem da corrente elétrica). Nunca se deve unir duas saídas diretamente.

De uma maneira bem simplificada, a justificativa pode ser encontrada no seguinte fórmula:

V=Z.i ,

ou seja,

mantendo-se a tensão (V) se a impedância (Z) diminui, a corrente (i) tem que subir.

Quando juntamos duas saídas, a impedância de cada uma tende a cair, aumentando a corrente, forçando ambas as saídas ao limite de corrente, acarretando possíveis danos às duas.

O resultado será, no mínimo, grave perda de sinal.

Assim surge a questão: qual a melhor forma de tornar mono (somar) os dois sinais?

Para fazer isso facilmente, você pode ligar as duas saídas de seu equipamento juntas usando as malhas resistivas descritas abaixo.

Somando sinais desbalanceados

 

Dois resistores de 470 ohms ligam cada entrada para a junção de um terceiro resistor 10 K ohms, que se conecta ao sinal comum (terra).

Dessa forma, a impedância de entrada vai ficar em torno de 1 K ohms enquanto que a saída, cerca de 250 ohms.

A impedância de saída é baixa o suficiente para que linhas longas ainda possam ser alimentadas, apesar de esta ser uma conexão passiva.

A impedância de entrada é realmente muito baixa e requer a capacidade de alimentação de linha de 600 ohms, mas isso não deve gerar problemas para os equipamentos eletronicamente balanceados.

Os pólos negativos ficarão ligados uns aos outros, como também as malhas (terra); no entanto, os negativos e as malhas não são interligados.

A saída flutuante torna a ligação compatível com sistemas balanceados ou desbalanceados.

Usando um conector mono, o negativo e a malha ficam em curto e a conexão atua como um sistema desbalanceado normal; enquanto usando conector estéreo , aproveitamos plenamente os benefícios do terra flutuante.

A Figura 1 mostra a ligação necessária para fontes com saídas desbalanceadas.

[TABLE]

[TR]

[TD][/TD]

[/TR]

[/TABLE]

Please login or register to see this image. Figura 1 - soma de sinais desbalanceados

A Figura 2 mostra uma ligação para combinar uma entrada estéreo para uma saída mono.

A entrada e saída são 1/4 TRS, ou um mini-jack 1/8 TRS.

Neste caso é fundamental utilizar resistores de 1% de tolerância para evitar que qualquer diferença de valor entre resistores com valores similares degrade a capacidade de rejeição de modo comum do sistema.

 

[TABLE]

[TR]

[TD] figura2.jpg?w=459&h=83Figura 2 - cabo em Y para soma de sinal stereo para mono

[/TD]

[/TR]

[/TABLE]

Somando sinais balanceados

As Figuras 3 e 4 mostram a ligação para um sistema balanceado.

O circuito é uma extensão natural do que aparece na Figura 1.

Desta forma, temos a ponta do TRS (pino 2 do XLR, positivo) e o anel do TRS (pino 3 do XLR, negativo) ligados através das malhas resistivas mostradas.

Use resistores de 1% de tolerância.

Na saída, utilizar resistor de 20 K ohms.

 

figura3.jpg?w=478&h=300Figura 3 - Soma de dois sinais balanceados (conector XLR) para um balanceado

[TABLE]

[TR]

[TD] figura4.jpg?w=470&h=218

figura4 - soma de dois sinais balanceados com conector TRS (stereo)

[/TD]

[/TR]

[/TABLE]

O diagrama acima é para JUNTAR( transformar) canais STEREO em MONO ( ideal para SUB WOOFERS).

Conforme mencionado no inicio, se for apenas dividir o sinal (SPLIT) recorra a cabos Y prontos.

 

Olá!

Sou músico e estou precisando de ajuda.

Tenho um sistema de monitor que uso em shows chamado power click.

Ele possui duas entradas mono, uma vai para o L e a outra para o R.

Como eu preciso ouvir a contagem que vem da interface do computador sem que a mesma vá para o público eu fiz um plug estéreo saindo da interface (contagem) e outro plug estéreo que sai do mixer (teclados) e juntei os Ls, coloquei num plug mono e juntei os Rs e coloquei em outro plug mono.

Este dois plugs monos entrando no meu power click estão funcionando perfeitamente.

Só que eu queria adicionar uma entrada mono às duas estéreos que vem da interface e do mixer sem perder o estéreo.

Tem com  fazer isso?

Obrigado!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0