Criação da IBM, primeiro computador pessoal completa 30 anos
0

2 posts neste tópico

Posted Image O IBM Personal Computer se tornou um centro individualizado de processamento de texto, com software de gerenciamento de texto e impressora opcionais

Foto: Divulgação

Há exatas três décadas, a empresa americana IBM lançou um produto considerado o primeiro computador pessoal (PC, na sigla em inglês), e deu início a uma nova era na indústria de tecnologia de consumo. Em 12 de agosto de 1981, em uma conferência de imprensa na cidade de Nova York, a empresa anunciou o IBM Personal Computer (IBM 5150), por um preço de US$ 1.565. Duas décadas antes, um computador IBM custava US$ 9 milhões, precisava de 1 km² de espaço, ar-condicionado e uma equipe de 60 pessoas para operá-lo.

O modelo 5150 se tranformou no primeiro dispositivo da era do PC, que, segundo empresas como a Apple, está morrendo por causa da popularização de dispositivos móveis como smartphones e tablets. No entanto, o PC continua sendo uma parte importante de todos os dados digitais, além de ser um importante meio de entretenimento. Apesar de ser o criador da era do PC, a IBM abandonou sua fabricação em 2005, quando decidiu vender esse setor de negócios à chinesa Lenovo e se focar somente em serviços.

"Esse computador é para todos que sempre quiseram um sistema pessoal no escritório, no campus universitário ou em casa. Nós acreditamos que sua perfomance, confiabilidade e facilidade de uso o tornam o mais avançado e acessível computador pessoal do mercado", afirmou o vice-presidente da IBM C. B. Rogers em um comunicado de imprensa no dia do lançamento. Rodando uma versão do sistema operacional Microsoft BASIC, a versão mais barata do computador vinha somente com teclado - já que ele podia usar a televisão como monitor -, sem drive de disquete e com apenas 16 kB de memória RAM.

"Em 1981, quando a IBM lançou o primeiro PC, quem acompanhava a computação pessoal viu de repente uma grande oportunidade de negócio. Bill Gates e Steve Jobs se encontram entre os pioneiros do computador pessoal que não poderiam ter faturado no começo se não fosse pelas invenções da IBM que os ajudaram a construir seus negócios", afirmou a IBM em nota.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vendo essa manchete, ganho saudades dos também antiguinhos 286, 386, 486 e 586 antecessores dos PENTIUM 100, 133, 166, 200, 233, 266 MMX. Eram um espetáculo a parte montar, configurar e vender-los . Tudo no braço, pois havia necessidades de JUMPER. Aliás nada de muitos avanços na rapidez do carregamento inicial dos Sistemas Operacionais, se comparando um da época de 233MHz com muitos PC de linha vendidos atualmente, como 2.400MHz. Parece estranho essa comparação mas já comprovei. Enfim IBM para nós não vai ser bem lembrada, pois pouco se usou por aqui no Brasil, mas teve grande importância em países de 1º Mundo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
Você está comentando como visitante. Se você tem uma conta, por favor, entre.
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoticons maximum are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

0