SERVIDOR DE DOWNLOADS PARA TÉCNICOS!

É técnico? Então você precisa estar atualizado com um serviço de downloads exclusivo e profissional. O Clan SOFT é essencial para técnicos que não tem tempo para ficar procurando firmwares, softwares e procedimentos pela internet, como você.

www.clansoft.net/dl/

Entre para seguir isso  
Seguidores 0
Reginaldo SanTana™

HTC e Samsung podem se rebelar contra Google

1 post neste tópico

Aquisição da Motorola pelo Google pode incentivar concorrentes à embarcarem o Windows Phone em seus aparelho

Veja aqui : Please login or register to see this link.

Seul / Taipe - Os fabricantes asiáticos de celulares que usam o sistema operacional Google Android podem se voltar a plataformas rivais como o Windows, da Microsoft, agora que o Google alterou radicalmente o cenário na telefonia móvel ao comprar a Motorola Mobility por 12,5 bilhões de dólares.

A HTC, de Taiwan, e a Samsung Electronics, da Coreia do Sul, venderam milhões de aparelhos equipados com o sistema operacional aberto Android, o que colocou o Google na liderança do florescente mercado de software para dispositivos móveis.

Mas a aquisição da Motorola pode transformar o Google de parceiro em concorrente para as mais de 30 empresas que utilizam o Android em seus aparelhos.

"O acordo fará com que a maioria dos usuários do Android perceba o quanto depende do Google e com que rapidez os planos do Google podem mudar seus negócios", disse Francisco Jeronimo, analista do grupo de pesquisa IDC.

Wall Street rapidamente apontou a Microsoft como uma das beneficiárias da transação, dado o potencial de que o Windows se beneficie caso a aquisição aliene os outros fabricantes de celulares que dependem do Android.

O Android detinha 43,4 por cento do mercado de celulares inteligentes no segundo trimestre, à frente dos 22 por cento da Nokia, de acordo com dados do grupo de pesquisa Gartner. A Apple vinha em terceiro lugar com 18 por cento.

As ações dos fornecedores asiáticos da Motorola dispararam com a notícia.

A Foxconn International Holdings, maior fabricante terceirzada de celulares no planeta, que tem a Motorola como cliente, exibiu alta de até 17 por cento, ante a perspectiva de novos negócios gerados pela aquisição.

As ações da Compal Communications e Arima Communications estiveram entre as diversas fornecedoras da Microsoft que atingiram o limite diário de sete por cento de alta ou baixa da bolsa de Taiwan.

"Todo mundo está apostando que a Motorola reverterá sua situação. A Motorola receberá mais ajuda do Google para promover seus aparelhos Android, depois da aquisição", disse Bonnie Chang, analista da Yuanta Securities, em Taiwan.

"Companhias de produção terceirizada como a Foxconn International e a Compal Communications serão as mais beneficiadas em termos diretos."

GUARDA-CHUVA

Alguns corretores afirmaram que a compra da Motorola pode ser uma forma do Google oferecer assistência aos fabricantes que usam o Android.

"Suspeitamos que o Google agora vá tentar oferecer um guarda-chuva à comunidade Android, com proteção de propriedade intelectual contra rivais importantes como a Apple e Microsoft. É mais ou menos assim que a Microsoft protege o Windows Phone", afirmou a Nomura em nota de pesquisa.

"Não acreditamos que o Google planeje continuar produzindo celulares em longo prazo, mas sim que pretenda transferir o negócio a um de seus parceiros no Android, como a Huawei, LG e ZTE, por exemplo", acrescentou a corretora.

Em termos mundiais, a HTC havia ganho vantagem por ser a primeira empresa a lançar um celular Android, e isso a deixa mais exposta a qualquer mudança no cenário.

Quase todos os seus aparelhos operam com o Android, mas a empresa tem uma parceria estratégica de longo prazo com a Microsoft.

A HTC havia anunciado em maio que planejava lançar novos celulares com a nova versão do Windows Phone, desenvolvida sob o codinome "Mango". Na terça-feira, porém, a companhia disse que a aquisição da Motorola não afetaria sua parceria com o Google.

"É um desdobramento positivo para o ecossistema Android, e o vemos como benéfico para a promoção de celulares Android pela HTC", afirmou a empresa em comunicado. "A parceria entre a HTC e o Google continua forte e não será afetada pela transação."

Algumas das empresas chinesas de rápido crescimento, tais como a Huawei Technologies e ZTE também apostam no Android.

A Huawei, conhecida por seus celulares baratos, quer reproduzir no mercado de celulares inteligentes o sucesso que conquistou no segmento de equipamentos para telecomunicação, encarando rivais como Nokia, Apple e Samsung.

A Samsung conquistou o segundo posto entre os fabricantes mundiais de celulares inteligentes no segundo trimestre, com 19,2 por cento do mercado. A HTC vinha em quinto lugar, com 12,1 por cento, de acordo com a Strategy Analytics. A Apple lidera nas vendas de celulares inteligentes.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0