SERVIDOR DE DOWNLOADS PARA TÉCNICOS!

É técnico? Então você precisa estar atualizado com um serviço de downloads exclusivo e profissional. O Clan SOFT é essencial para técnicos que não tem tempo para ficar procurando firmwares, softwares e procedimentos pela internet, como você.

www.clansoft.net/dl/

Entre para seguir isso  
Seguidores 0
Reginaldo SanTana™

Justiça Federal do Amapá libera 18 presos em operação no Ministério do Turismo

2 posts neste tópico

A Justiça Federal do Amapá liberou 18 presos temporariamente na Operação Voucher da Polícia Federal, deflagrada na terça-feira, 9, para combater fraudes no Ministério do Turismo.

Segundo nota do Ministério Público Federal do Amapá, foram liberados Hellen Luana Barbosa da Silva, Alberto Luchetti Neto, Dante Torelo Matiussi, Gerusa de Almeida Saad, Irene Silva Dias, Paula Gama Ribeiro Leite Saad, Alexandre Ferreira Cardoso, Antonio dos Santos Junior, Fabiana Lopes de Freitas, Fábio de Mello, Fernando Rwer do Nascimento, Eduardo Alves Fayet, Luiz Fernando Ferreira, Uyara Débora Schimidtt, David Lorran Silva Teixeira, Merian Guedes de Oliveira, Errolflyn de Souza Paixão e José Luiz Nogueira Marques.

Os que tiveram prisão preventiva decretada - Frederico Silva da Costa, José Carlos Silva Júnior, Colbert Martins da Silva Filho, Dalmo Antônio Tavares Queiroz, Francisca Regina Magalhães Cavalcante, Freda Azevedo Dias, Gláucia de Fátima Matos, Hugo Leonardo Silva Gomes, Kátia Terezinha Patrício da Silva, Kérima Silva Carvalho, Luciano Paixão Costa, Mário Augusto Lopes Moyses, Jorge Kengo Fukuda, Katiana Necchi Vaz Pupo, Maria Helena Necchi, Luiz Gustavo Machado e Sandro Elias Saad e Wladimir Silva Furtado - continuam detidos.

As prisões preventivas ocorreram na manhã de terça-feira, 9 de julho, em São Paulo, Brasília, Curitiba e Macapá. Os presos desembarcaram na cidade por volta das 11 horas da noite. Depois de passar por exame médico pericial, foram ouvidos em depoimento e, em seguida, encaminhados ao Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen).

Presos preventivamente, os acusados do desvio de R$ 4 milhões de recursos do Ministério do Turismo permanecerão no Iapen por tempo indeterminado, à disposição da Justiça. A medida busca impedir que os envolvidos interfiram nas investigações.

Ainda nesta quarta-feira, 10, o juiz da 1ª Vara Federal em Macapá, Anselmo Gonçalves da Silva, que emitiu os mandados de prisão e busca e apreensão da Operação Voucher para que a Polícia Federal prendesse os 35 suspeitos de envolvimento no esquema de desvio de dinheiro do Ministério do Turismo, deixou o caso.

Crédito : Jair Stangler, do Estadão

Citação:

Bom isso no Brasil não é novidade,Polícia Federal faz seu trabalho mais enfim no final todos a ruas de novo,já virou novela,filme e vou mais longe ainda está em series não tem previsão para finalizar "series infinita"

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E de acordo com a in-"Justiça" brasileira houve abuso no uso de algemas na prisão dos meliantes...

Abuso no uso de algêmas numa operação que visa prender criminosos?

Engraçado que em países desenvolvidos crime é crime que quem o pratica é criminoso, veja os protestos que estão acontecendo na Inglaterra, mais de mil ja foram presos, e muitos inclusive sentenciados, ou seja:

vandalismo = crime, quem praticou = criminoso

Aqui no Brasil isso é categorizado, esses ai do turismo são suspeitos de envolvimento no esquema de desvio de dinheiro, ou seja talvez seja crime, de 35, 18 foram liberados, provavelmente 5 serão julgados, e 1 condenado, esse 1 cumprirá 1 terço da pena ou pena alternativa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0