Ir para conteúdo
Noticias
  • NOVIDADE!!! Solução para remoção conta FRP Moto G4 Plus Patch 1 de Junho de 2017 via EMMC, veja sobre CLICANDO AQUI

Seja bem vindo ao Clan GSM visitante

O fórum Clan GSM é o maior fórum de suporte dedicado e totalmente exclusivo para técnicos em manutenção e reparação de Celulares. Para visualizar, baixar e navegar por todo o fórum é necessário um cadastro, no entanto, em nossa comunidade só são aceito técnicos em telefonia móvel seja você iniciante ou avançado.

 

AOS USUÁRIOS NÃO TÉCNICOS: Nos reservamos o direito de não aceitar nenhum cadastro de pessoas que não trabalham em nosso ramo de telefonia, todo cadastro de usuário não técnico será excluído e nenhum posts é respondido.

AOS TÉCNICOS CELULARES: Todos os técnicos em celulares são bem vindos em nossa comunidade, seja você iniciante ou avançado, compartilhe suas dúvidas e experiências no maior fórum para técnicos GSM do Brasil.

 

Clan SOFT - SERVIDOR DE DOWNLOADS PARA TÉCNICOS!

É técnico? Então você precisa estar atualizado com um serviço de downloads exclusivo e profissional. O Clan SOFT é essencial para técnicos que não tem tempo para ficar procurando firmwares, softwares e procedimentos pela internet, como você.

https://www.clansoft.net/

 

Entre para seguir isso  
Digicyber

Anatel retira 48 prefixos da Unicel (aeiou) e mantém apenas 2

Posts Recomendados

A Anatel começou a fechar o cerco contra a Unicel. Despacho da agência determina que a operadora faça a portabilidade numérica do código de acesso (os quatro dígitos após o prefixo) referente a 48 prefixos, dos 50 que a companhia possui. Assimn, os usuários desses prefixos afetados receberão um dos dois prefixos que foram mantidos para a empresa.

O processo não deverá ter custo para o usuário.

A Unicel é autorizada do SMP para a região metropolitana de São Paulo, (DDD 11), onde atua com a marca aeiou, mas desde que iniciou suas operações em agosto de 2008 nunca conseguiu deslanchar. A empresa chegou a ter 20 mil clientes, mas hoje tem aproximadamente 14,5 mil.

A história da companhia é marcada por problemas financeiros, disputas entre sócios e até suspeitas de beneficiamento político. A empresa disputou o leilão de faixas do SMP apresentando garantia de apenas 1%, quando a garantia mínima exigida é de 10%. À época, a Anatel sustentou que a empresa estava amparada por uma decisão liminar da Justiça Federal.

Existem inúmeros processos na Justiça paulista movidos por fornecedores e ex-funcionários. O que deverá levar o fim da operadora, entretanto, é o processo já iniciado pela Anatel para cobrar a licença de pouco mais de R$ 90 milhões pela banda E (15 MHz + MHz), cujas parcelas não vêm sendo pagas integralmente pela companhia. O processo poderá culminar na cassação da licença.

A empresa tem 10 dias, a partir da notificação, para proceder junto a ABR Telecom a portabilidade dos clientes dos 48 prefixos (de 7909 a 7949) afetados pela determinação da Anatel. Depois disso, a empresa terá cinco dias para comprovar à Anatel que efetivamente os números foram portados.

fonte:http://www.teletime.com.br

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×