SERVIDOR DE DOWNLOADS PARA TÉCNICOS!

É técnico? Então você precisa estar atualizado com um serviço de downloads exclusivo e profissional. O Clan SOFT é essencial para técnicos que não tem tempo para ficar procurando firmwares, softwares e procedimentos pela internet, como você.

www.clansoft.net/dl/

Entre para seguir isso  
Seguidores 0
Reginaldo SanTana™

Review: teste das redes 3G no Brasil

1 post neste tópico

Please login or register to see this image.

“As operadoras são obrigadas a entregar ao menos 10% da velocidade prometida”. Que piada. Nunca ouvi um absurdo tão grande quanto esse. Um país que cresce tanto e busca cada vez mais investimento em tecnologia não pode ter um “luxo” como esse. Não é segredo e nenhum bicho de sete cabeças: quando o LTE, ou o 4G, chegar de vez, muita coisa vai mudar. Lá fora já começou, e aqui mal se conversa. Talvez seja pelo bem – se a evolução foi igual a do 3G, essa revolução não vai chegar por aqui. Bem, para a primeira review do guladigital resolvemos testar a velocidade e eficiência das redes 3G das principais quatro operadoras do Brasil – Claro, Oi, TIM e Vivo – pela importância das operadoras no nosso país e pelos serviços que essa rede proporciona. Será que todas entregam o que prometem? Esse 1Mbps é de verdade mesmo? E os preços, justos? Somos comparáveis com os serviços lá fora? Descubra tudo isso no primeiro grande teste de 3G do Brasil.

Metodologia

Operadoras testadas: Claro, Oi, TIM e Vivo

Cidades: São Paulo, Brasilia e Goiânia

Aparelhos utilizados: iPhone 4 (iOS 4.3.1) e XPERIA X10 (Android 2.3.3)

Software: exclusivamente Speedtest.net app (iOS e Android)

Média ponderada: as médias finais foram ponderadas pela população da cidade, horário dos testes feitos e popularidade de OS. Foram excluídos dos testes os top e bottom 15%. Para cada operadora foram no mínimo 30 medições em localizações diferentes.

Um pouco dos motivos de nossas decisões, pois é importante que fique claro:

  • Cidades: não iríamos conseguir testar em todas, estão escolhemos São Paulo por motivos óbvios, mais a capital Brasilia e Goiânia por proximidade.
  • Aparelhos: teste exclusivo em smartphone, pois essa é a intenção. Modem 3G não entra neste teste, pois não achamos necessário – tanto o iPhone como o XPERIA suportam 7.2Mbps, mais do que suficiente. Todos os testes foram realizado com sinal máximo dos aparelhos (5 barras).
  • Software: nós sabemos que existem diferentes metodologias e resultados com sites de teste. O Speedtest é o que mais se aproxima da experiência de uso do consumidor, tem renome global e temos excelente experiência com ele. No final, a idéia é fonte de comparação da experiência mais do que uma velocidade real.
As ofertas

Antes de entrar nas velocidades, vamos entender as ofertas de cada uma. TODAS as operadoras oferecem velocidade de 1Mbps, o que parece muito mais um cartel do que uma mera coincidência. Verdade ou não, quem perde com isso não somos nós ou eles – é o país, que demora a desenvolver como os países de primeiro mundo. Em relação ao preço, varia-se muito em cada operadora, pois algumas oferecem planos para serem adicionados, outros é apenas com pacotes de minutos e SMS. Pegamos os preços de São Paulo como fonte de comparação, e sabemos que esses preços podem e devem variar por estado:

Posted Image

*A TIM oferece um plano de 7Mbps por R$189 reais por mês. Iremos cobrir essa oferta em outra matéria do guladigital. Aqui o objetivo é comparação entre as 4 operadoras.

**Como o plano da TIM é ilimitado, fizemos a divisão por 2GB, que é a maior quantidade oferecida por alguém (Oi no plano upgrade).

De acordo com os planos oferecidos, a Oi tem as melhores ofertas. Inclui 200MB de graça para seus planos pós, e ainda oferece generosos upgrades. Existe ainda um plano para os que adoram ficar sem bateria, de 10GB por apenas R$77, o que dá menos de um centavo por MB. A pior oferta é a da Vivo, cobrando metade de real por cada mega. Vale lembrar que existem mais benefícios nesse preço como minutos e textos, o que para nós web-navegantes pouco importa. Preços revelados, agora é hora de ver se eles entregam mesmo o que prometem.

Claro

Os resultados da Claro foram os mais constantes de todos os testes, com a menor variância entre cidades, locais e horários. Mas essa é a única boa notícia que temos para contar. A maior velocidade que atingimos com a Claro foi de 0,23 Mbps, nas três cidades. A média ponderada de download ficou em 0,20 Mbps, o que é muito aquém do 1 Mbps prometido pela Claro, e não vimos nenhum sinal de conseguir algo perto. Em relação ao upload, a Claro raramente passou dos 100 Kbps, o que significa impossível fazer qualquer upload de vídeos para o YouTube por exemplo. O ping (tempo de resposta do servidor) ficou em 257ms, resultado que ficou na média do teste.

Vivo

Já a Vivo foi a mais inconstante. Tivemos resultados de 0,40 Mbps até 1,17 Mbps, ou seja, acima do 1 mega prometido. Foi a única a passar da barreira do 1 Mbps. Testes em Goiânia e Brasília foram mais constantes sempre com altas velocidades, mas São Paulo era uma loteria. A média de upload foi de 0,26 Mbps, a segunda maior do teste. A Vivo também teve ping inconstante, variou de 150ms até mais de 600ms.

Vale ressaltar aqui que a Vivo foi a única operada que tive problemas para testar o serviço. Contratei duas vezes o plano de dados para testar. Na primeira, 100%. Na segunda, nunca consegui fazer um teste, pois o serviço nunca foi habilitado e não tive reembolso dos meus custos. E ainda tiveram a cara de pau de pedir 72 horas para resolver um problema de um pacote válido para “um dia”. No final usei o chip de um amigo para terminar o teste e acabei “roubado” pela operadora.

TIM

A TIM obteve o pior resultado nos testes de velocidade de download. Só passou dos 0,2 Mbps em São Paulo, com velocidade máxima de 0,18 em Brasília por exemplo. Em São Paulo a média foi maior, de 0,24. Porém a TIM teve resultados inusitados em upload. Foi o contrário de download: enquanto em São Paulo todos os resultados foram de 0,10, nas outras cidades tivemos resultados constantes acima de 1 Mbps. Será que a promessa de 1 mega é entregue no upload? Totalmente desnecessário TIM, inverta isso correndo. Média do tempo de resposta foi de 267 milissegundos.

Oi

A Oi teve certa constância de velocidade, e alta, com uma exceção estranha em São Paulo. Em Goiânia e Brasília a média foi acima de 0,85, mas São Paulo parecia ter duas bandas diferentes. Em certos momentos, a média era a mesma das outras cidades acima de 0,85, mas em outros a velocidade parecia ter um limite de 0,35, super constante. Isso acontecia em locais idênticos, mesmos horários. Mesmo assim sua média final ficou em 0,77, a segunda maior dos testes. Em upload, extrema constância, mas variando entre cidades: São Paulo girou em torno de 0,22, enquanto que nas outras foi de 0,11. A Oi foi a mais rápida no ping, média de 223ms.

Resultado

Já deu pra ver o resultado? Na maioria delas, uma vergonha. Duas operadoras entregaram velocidades 3G abaixo dos 300 Kbps, o que é velocidade de 2G, a tecnologia EDGE. Sim, o 2G nos EUA e Europa é mais rápido que o 3G da TIM e da Claro no Brasil. A Vivo foi a única a entregar o prometido, e mesmo que tenha a maior média do teste, foi muito inconstante. Com pings altos e um serviço frustrante, não fez da navegação uma experiência 100% agradável. A Oi também teve certa variância, mas numa escala muito menor, e com um tempo de resposta mais rápido. São Paulo sempre teve desempenho pior: talvez sorte de quem mora em outras cidades.

Posted Image

Antes de qualquer coisa, como eu disse na minha metodologia, essas velocidades não tem nada de científico e são para fontes de comparação, usando ferramentas e experiência de consumidor. Para aqueles mais céticos em relação aos números absolutos, fizemos também testes lá fora com a mesma metodologia, assim a comparação fica 100%. Veja no quadro abaixo os números dos EUA, da Inglaterra e da Bélgica

Posted Image

Wrap-up

Os números não conseguem mentir: o 3G no Brasil ainda é um “2,5G”. Para se ter uma ideia, o 3G tem capacidade teórica para até 14,4Mbps, velocidade que só agora estão sendo atingidas nos EUA (uns por 3G, outros já por 4G/LTE). Ninguém está pedindo para chegar nisso, mas ficar tão baixo, nos níveis de 2G, não faz o mínimo sentido. Bom, faz sim, pelo marketing do nome 3G. Quem iria pegar uma rede “2G” mesmo que se falasse que era mais rápida? A decisão das operadoras não deixa de ser medíocre, pois basta uma concorrência para acabar com isso. Cartel ou não, o que importa é que a Oi e a Vivo estão fazendo sua parte: entregando 80% da velocidade prometida. Tá certo que a Vivo traz um custo maior por sua velocidade, e a Oi tem velocidade de upload bem baixa. É uma decisão difícil, mas considerando o pacote todo, incluindo preços e o atendimento ao cliente, teremos que escolher a Oi como o melhor chip para seu smartphone. Só temos certeza de uma coisa: considerando a TIM ou a Claro, nem “Morto”.

Crédito : Vitor Mendonca

* Flávio Candelot, José Choucaira, Mariana Rocha e Patrícia Augustin contribuíram para os testes de velocidade

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0