Ir para conteúdo

QUE VENHA 2019

A Equipe Clan GSM Deseja a todos um Feliz Natal e um Prospero ano NOVO.

Entre para seguir isso  
Reginaldo SanTana™

Vivo planeja oferecer 4G a 75% da população brasileira ainda este ano

Posts Recomendados

A Vivo chegou a ficar para trás das concorrentes TIM e Claro na cobertura da banda larga móvel 4G. Mas o crescimento apresenta um ritmo bom, e, em setembro, a companhia já oferecia o serviço em 1.750 cidades brasileiras.

E, se tudo der certo, a operadora deve dobrar o número de cidades em que utiliza a frequência 700MHz ainda em novembro e, dessa forma, deve fechar 2017 com oferta do serviço a três quartos da população brasileira, de acordo com o COO, Christian Gebara.

Citar

Teremos 75% da população brasileira coberta com 4G ainda este ano. E temos vantagem no 3G, que chega a 4 mil cidades, enquanto o concorrente mais próximo cobre cerca de 3 mil. Para o 4G é importante já ter cobertura 3G a fim de garantir a experiência completa do celular.

 

Gebara lembrou da impossibilidade de transmitir voz via LTE, a menos que seja adicionado o plugin VoLTE à rede. Por isso a preocupação em oferecer, também, o 3G nos mesmos locais, de modo que o cliente possa fazer ligações de voz via WhatsApp, Skype e outros apps que usam a banda larga móvel para isso.

Pelo planejamento, a Vivo vai passar de 199 cidades onde opera o 4G na frequência 700MHz para 400 ainda em novembro. Não foi divulgada uma lista das cidades a serem contempladas. Além disso, até o fim do ano, 96 cidades usarão a tecnologia de agregação de portadoras, o 4G+.

Quanto ao plano da operadora para atrair clientes e aumentar a renda, a Vivo pretende seguir com a estratégia de buscar mais assinantes para os planos pós-pagos. A base, que há um ano era de 44,2%, hoje chega a 47,8% de usuários que pagam uma assinatura todo mês. Esse aumento se deve, especialmente, à fidelidade obtida com os plaons família.

 

Além de expandir os serviços de banda larga 4G, a Vivo também vai mudar sua estratégia de oferta de TV por assinatura. Gebara explicou que a ideia agora é levar o serviço via FTTH (fibra até a casa) em todas as cidades nas quais oferece a banda larga por fibra ótica.

 

Citar

IPTV traz mais receitas, e vamos implementar em mais cidades. Levaremos a todas as cidades com FTTH até o final de 2018.

 

Mais fibra ótica

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×